Cidadeverde.com
Política

Jesus Rodrigues apoia Haddad, mas quer oposição a Wellington e Firmino

Imprimir

O ex-candidato a senador pelo PSOL, Jesus Rodrigues, declarou na tarde desta quarta-feira (10) que vai votar no candidato do PT à presidência, Fernando Haddad, no 2º turno. Para ele, o diálogo do petista com todos os setores da sociedade fluirá melhor. "Com tolerância e respeito, o que, a meu ver, faltará ao outro lado", disse em sua página no Facebook.

Mas engana-se que o apoio seja uma reaproximação de Jesus com o PT. Ao mesmo tempo que ele apoia o presidenciável, informa que é necessário uma oposição no Piauí contra Wellington Dias e até contra o prefeito de Teresina, Firmino Filho. 

"Os dois são tetras, são mestres nas incoerências políticas em suas alianças e na transformação dos cargos que ocupam em máquinas eleitorais. Os dois praticam a velha política tão nefasta para Teresina como para o Piauí", disse, ressaltando que Haddad não seguirá o mesmo rumo.

"Coisa que acredito, francamente, eleito Presidente, Haddad não fará. Até porque vejo que a trajetória do PT nacional não tende a seguir o caminho do fisiologismo e do aparelhamento exagerados que o governador do Piauí deu ao partido em nosso estado", explicou.

Sobre Jair Bolsonaro, adversário de Haddad, o ex-petista afirmou que o candidato do PSL só tem propostas para si próprio.

"Enquanto isso, o outro lado nunca teve propostas nem para o Rio de Janeiro nem para o Brasil, apenas para si próprio. Sempre fez política pelo lado fácil, buscando o discurso, muitas vezes chocante, para sensibilizar um público suficiente para reelegê-lo a mandatos sucessivos". finalizou.

Leia o texto na íntegra:

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir