Cidadeverde.com
Cidades

Piauí: começa hoje mobilização nacional de combate ao Aedes aegypti

Imprimir

Foto: Arquivo Agência Brasil

A Semana Nacional de Combate ao Aedes aegypti começa neste domingo (25), com encerramento no dia 30 de novembro, quando ocorrerá o Dia D de combate ao mosquito.  

A ação também é um alerta de prevenção das doenças transmitidas pelo mosquito como dengue, zika e chikungunya.

Todos os municípios do país irão promover visitas domiciliares, mutirões de limpeza e distribuição de materiais informativos, murais, rodas de conversa com a comunidade e oficinas.  

Para a Semana Nacional, 210 mil unidades públicas e privadas de todo o país estão sendo mobilizadas. Desse total, são 146 mil escolas da rede básica, 11 mil Centros de Assistência Social e 53 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS), informou o Ministério da Saúde.

O Ministério alerta que “a mobilização pretende mostrar que a união de todos, governo e população, é a melhor forma de derrotar o mosquito, principalmente nos meses de novembro a maio, considerados o período epidêmico para as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Neste período, o calor e as chuvas são condições ideais para a sua proliferação”.

No Piauí, a gerente de Vigilância em Saúde, Miriane Araújo, ressalta que os municípios já foram orientados para essa mobilização nacional.

Ela relata que a aproximação do período chuvoso também foi discutida porque o calor e as chuvas são condições ideais para a proliferação do mosquito. 

 “É necessário que os municípios realizem ações que precisam ser tomadas antes desse período crítico e relembrar a população das principais ações de combate à dengue”, disse a gerente.

Para o coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde, Divino Martins, é preciso intensificar os esforços e ter mais atenção para não deixar a larva do mosquito nascer.

“No caso da população, além dos cuidados, não deixar água parada nos vasos de plantas. Assim é possível verificar melhor as residências, apoiando o trabalho dos agentes de endemias”, conta Martins.

Já o coordenador do Programa da Dengue, Antônio Manuel Araújo, enfatiza que o combate ao mosquito depende da mobilização da população. Para ele, os moradores precisam ter cuidados básicos, como manter bem tampados caixas e reservatórios de água, não jogar lixo em terrenos baldios e não deixar a água da chuva acumular sobre a laje e calhas entupidas.

Boletim epidemiológico 

O último Boletim Epidemiológico, divulgado pela Coordenação de Vigilância em Saúde Ambiental, aponta que em novembro o Piauí reduziu 66% dos casos de dengue em relação ao mesmo período do ano passado.

Em 2018, foram 1.732 casos notificados em 95 municípios; já em 2017 foram 5.101 casos em 128 municípios. 

A Chikungunya também reduziu: foram 91,1% casos a menos do que no ano passado.

 

 

Carlienne Carpaso
[email protected]
Com informações da Agência Brasil e Governo do Estado do Piauí

Imprimir