Cidadeverde.com
Cidades

Mineradora investe R$ 95 milhões e vai iniciar extração de diamantes em Gilbués

Imprimir

O Governo do Estado divulgou, neste sábado (1), que será iniciada a extração de diamantes  na cidade de Gilbués, localizada  no extremo Sul do Piauí.  A expectativa é que sejam extraídos cerca de 10 mil quilates do minério por mês.

De acordo com o secretário de Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, André Quixadá, os diamantes do Piauí possuem aspectos únicos que podem ser identificados em qualquer lugar do mundo. 

Quixadá afirma que o método de extração do minério será "menos agressivo" possível  para o meio ambiente e  que já existem  liberações legais e licenças ambientais aprovadas para o início da mineração. 

“Se um diamante desses for analisado na China ou no Marrocos, ele será identificado por ter características próprias, o que agrega valor ao produto. Isso vai gerar uma riqueza para a região. O método de exploração é o menos agressivo em relação ao meio ambiente. Vai gerar frutos para o estado, frutos para o município e vai abrir as fronteiras e consolidar a mineração”, pontuou Quixadá.

A empresa DM Mineração, que vai explorar  região,  investiu U$ 25 milhões (mais de R$ 95 milhões) em equipamentos no empreendimento. Antes do início da extração, foram realizados, por dez anos, estudos para detectar jazidas na região. Segundo estimativa do governo do Estado, a exploração dos diamantes deve gerar 300 empregos de forma direta e indireta. 

“Será um grande empreendimento em mineração e há muitos outros estudos sendo feitos. Afinal, trata-se de um trabalho burocrático, tanto da parte de aquisição de licenças como da montagem da estrutura para exploração, por isso o tempo longo de estudo”, conclui o secretário da pasta.

 

Izabella Pimentel
Com informações do governo do Estado
redacao@cidadeverde.com 

Imprimir