Cidadeverde.com
Geral

Morador do residencial Torquato Neto transforma lama em piscina como protesto

Imprimir

Os moradores do residência Torquato Neto, zona Sul de Teresina, utilizaram o bom humor para protestar contra a falta de infraestrutura no local. Moradores gravaram um vídeo em que aparecem bebendo vodka e tomando banho em uma área alagada, como se fosse em uma piscina.

Em alguns trechos do vídeo, o morador entra na água e agradece ao prefeito Firmino Filho por ter uma piscina natural na porta de casa. Eles reclamam que a situação se arrasta há anos e acusam a prefeitura de descaso com o residencial.

"Cadê a infraestrutura do Torquato Neto, prefeito? Mais um ano. Vamos ficar aqui esperando o senhor. Com uma piscina natural dessa eu vou querer mais o quê? Muito obrigada prefeito Firmino Filho", diz o morador em tom bem-humorado. 

O superintendente da SDU/ Sul, Paulo Lopes, explica que o problema só será resolvido com a construção de uma galeria. Segundo ele, a obra está na fase de licitação. A expectativa é que a galeria comece a ser construída, em 2019, após o final do período chuvoso.

"A construção do canal tem o projeto de galeria. Foi aprovado o orçamento de R$ 70 milhões para a obra. A licitação está em andamento. Estamos aguardando a definição da data para acompanhar a apresentação da proposta. Acreditamos que no primeiro semestre de 2019 já possamos ter uma definição para iniciar a construção da galeria, que deve ter início após o inverno", disse.

Foto:Romulo Piaulino/PMT

Segundo ele, sem a galeria a prefeitura pode fazer apenas ações pontuais como limpeza da área. " Esse problema recorre há vários anos. Em todos os residenciais como na região como o Portal da Alegria. A água vem do Pólo Empresarial Sul, da BR- 316. Todos esses residenciais foram construídos pela Caixa Econômica com recursos da Ministério das Cidades. Por conta das obras das construtoras há o problema da drenagem. Todas as águas se concentram em determinado pontos em algumas vias. Sem a galeria o que podemos fazer é a limpeza do local. Mas se resolve apenas com a galeria", explicou. 

Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com

Imprimir