Cidadeverde.com
Política

Câmara vai discutir falência de empresa de formatura em audiência pública

Imprimir


Foto:WilsonFilho/CidadeVerde.com 

Após a empresa de eventos decretar a falência judicial, oficialmente, na última semana, a Câmara Municipal de Teresina decidiu aprovar, nesta terça-feira (04), um requerimento de audiência pública para tratar do assunto e dar uma posição mais esclarecedora aos estudantes prejudicados. A audiência ocorrerá na próxima terça-feira, dia 11. No total, foram canceladas 108 festas de formaturas que estavam agendadas para ocorrer entre o mês de dezembro e março de 2019.

Segundo o autor do requerimento, Joaquim do Arroz (PRP), o debate será importante para precaver outras situações semelhantes e esclarecer aos estudantes como ficará a situação perante a justiça. De acordo com o vereador, e injustificável a empresa decretar falência por um fluxo de receitas que entravam antecipado no caixa da empresa.

"É um sacrifício que todos os pais e estudantes fazem para investir no sonho de ter uma festa de formatura. A empresa não vendia produtos, vendia sonhos. Eles recebiam antecipadamente para executar o serviço. No entanto, não justifica uma falência cujo fluxo de caixa entra primeiro que a despesa. Queremos trazer o debate a CMT para discutir o roubo que os estudantes sofreram", disse o vereador.

Serão convidados para a audiência representantes do Ministério Publico do Trabalho do Piauí (MPT-PI), da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional do Piauí (OAB-PI), da Secretaria de Finanças do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS), da Celebração Eventos e membros das comissões de formatura que foram afetadas.

Lídia Brito
Com informações da Ascom

Imprimir