Cidadeverde.com
Últimas

Promotoria do Piauí integra força-tarefa para investigar médium João de Deus

Imprimir

Foto: Eleven/Folhapress

O Ministério Público do Estado divulgou nota nesta quarta-feira (12)  afirmando que o Piauí integra a força-tarefa para ajudar na investigação contra o médium João Teixeira de Faria, 76,conhecido como João de Deus.  

Na rede social da instituição foi divulgado um e-mail (caocrim@mppi.mp.br) que assegura sigilo.

Hoje, a Promotoria de Justiça de Goiás solicitou a prisão preventiva de João de Deus. O pedido ainda precisa ser aceito pela Justiça.

Diversas mulheres denunciam em todo o Brasil terem sido abusadas sexualmente pelo médium. A Federação Espírita do Espírito Santo divulgou nota em que afirma reprovar "a realização de atividades, particularmente as mediúnicas, isoladas ou de caráter individual".

João de Deus mantém a Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, no interior de Goiás e desde junho de 2018 já era investigado pelo Ministério Público de Goiás. 

Veja nota da Federação:

"A Federação Espírita do Estado do Espírito Santo esclarece, ao lado da Federação Espírita Brasileira em pronunciamento já publicado, que o Espiritismo, codificado por Allan Kardec, orienta a atenção material e espiritual aos que lhe buscam a assistência fundada na Ética Evangélica, que sentencia: "Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei." Conquanto respeite compreensão contrária, desaprova a realização de atividades, particularmente as mediúnicas, isoladas ou de caráter individual.
Os que as realizam estão distantes da orientação espírita e não detêm qualquer vínculo com o Movimento Espírita Federativo", diz a nota da Federação Espírita do Espírito Santo.

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Imprimir