Cidadeverde.com
Entretenimento

Ator de "Malhação" relembra trajetória de vendedor de sanduíches

Imprimir

Fotos: Reprodução/instagram/@gcfuentes

 

Quem vê o sucesso do ator Gabriel Fuentes com o público teen nem imagina que ele já tenha levado algum "não" na vida. Mas a verdade é que o ator de 23 anos passou bastante perrengue até conseguir seu primeiro papel na TV -o estudante Érico, de "Malhação - Vidas Brasileiras" (Globo).

A primeira tentativa foi aos 17 anos, quando resolveu tentar a vida no Rio de Janeiro com R$ 2.000 no bolso. "Achei que daria para me manter por um ano (risos). Fiquei por lá cinco meses, voltei doente, emagreci, e tive princípio de depressão. Bati em várias portas e só recebi 'não'. Achei que era o fim."

Fuentes afirma que pisou pela primeira vez em um palco aos 15, mas que já dava sinais de que iria enveredar para o mundo das artes desde criança, quando brincava de "faz de conta" com primos e amigos da sua cidade, Leopoldo Pacheco, interior de Minas Gerais.

"Quando voltei para casa, minha mãe falou para eu não desistir. Disse para estudar e trabalhar. Comecei a fazer um curso técnico, fui vendedor em uma loja de calçados e vendi sanduíche natural. Em seis meses, juntei R$ 9.000", relembra.

Com a quantia em mãos, Fuentes fez a segunda tentativa. Voltou ao Rio, deu início a um curso de teatro profissional que lhe rendeu bons contatos, apesar de não ter conseguido terminar por causa das dificuldades financeiras. "As coisas foram acontecendo, até que parei no processo seletivo de 'Malhação", que é o sonho de todo ator jovem."

No Rio, o ator também trabalhou como auxiliar de cozinha e lembra que chegava aos testes da novela teen cansado e com as mãos pipocadas por causa de óleo de cozinha. "Desde o início, meu chefe já sabia que trabalhava ali porque precisava me manter, mas que minha prioridade eram os testes. A gente trabalhava num projeto social para deficientes visuais. Era lindo. Chegava lá e sabiam que eu era ator."

Érico e Jade (Yara Charry) são os protagonistas atuais de "Malhação". Depois de tantas adversidades, o casal parece que finalmente vai se acertar. "É o que eu mais quero. Acho linda essa relação dos dois. Tem muito desejo, paixão, altos e baixos. Torço muito."

O ator afirma também que, mesmo diante de diferenças sociais como acontece com o casal da novela teen, acha possível manter um relacionamento longo e feliz. "Acho que esse conflito faz parte. Cada um tem seu universo. No caso da Jade e do Érico, o universo dele é de pobreza e o dela é de riqueza. Não teria graça se relacionar com uma pessoa igual a você. É bonito ver esse equilíbrio."


Fonte: Folha Press

Imprimir