Cidadeverde.com
Entretenimento

Apresentadora registra boletim de ocorrência contra ameaças sofridas na internet

Imprimir
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Em consideração aos meus seguidores, fiz questão de publicar esse vídeo. Há um tempo, venho sofrendo assédio em redes sociais. As publicações e mensagens relacionadas a mim e a pessoas do meu convívio configuram como injúria, calúnia e difamação. No início, não dei bola, pois sou uma pessoa pública e estou exposta aos mais diversos comentários. Mas a partir do momento em que sofri ameaças e fui extremamente ofendida, decidi procurar os meus direitos como cidadã. Fui à delegacia competente e registrei boletim de ocorrência. O inquérito será aberto e o perseguidor deve ser punido conforme a lei de crimes contra a honra, do Código Penal. O delegado, chefe de investigações e escrivão que me atenderam foram extremamente cordiais e me orientaram em todo o processo. A polícia, hoje, tem todos os mecanismos e tecnologia para encontrar esses criminosos. Não há navegação, ligação ou conexão sem rastros. Chega-se ao local exato do “sujeito oculto”. Fiquei impressionada! Não deixe que pessoas covardes e criminosas, escondidas por trás de perfis falsos na internet, saiam impunes de qualquer ato de injúria. DENUNCIE! Em São Paulo, procurem a DIG-DEIC - 4a Delegacia - Delitos praticados por Meios Eletrônicos. Av. Zack Narchi, 152. Tel: (11) 2224-0721 4dp.dig.deic@policiacivil.sp.gov.br.

Uma publicação compartilhada por Erica Reis (@souericareis) em

 

 

A apresentadora Erica Reis, do programa Leitura Dinâmica, da RedeTV!, registrou um boletim de ocorrência por injúria, calúnia e difamação após sofrer uma série de ameaças em seu perfil no Instagram.

Segundo a jornalista, um internauta tem postado fotos dela com seu ex-namorado, Edu Guedes, e perseguido pessoas de seu convívio.

"Vai ser aberto um inquérito e a pessoa vai pagar por isso. Não só pelo que fez comigo, mas talvez com outras pessoas também. Tem que denunciar. A pessoa tem uma cara. Ela se esconde na internet, mas tem uma cara", disse.

Erica contou que não deu muita atenção no começo, uma vez que é uma pessoa pública suscetível às críticas. Mas, a partir do momento que começou a ser ameaçada, decidiu ir atrás de seus direitos.


Fonte: Estadão Conteúdo 

Imprimir