Cidadeverde.com
Entretenimento

Luisa Mell critica Tiago Leifert por 'ridicularizar' a causa do veganismo

Imprimir

Foto: Reprodução/instagram/@luisamell

 

Reconhecida como uma das maiores defensoras das causas animais, Luisa Mell, 40, não gostou das brincadeiras que o apresentador do BBB, Tiago Leifert, fez na edição de estreia do reality na última terça-feira (15) com relação ao veganismo.

Na ocasião, Leifert fez algumas piadas com a participante Hana, que é vegana, e disse que ela havia comido proteína animal no pão de forma. Hana já afirmou que Luisa é uma referência para ela.

"Então vc come ovo? Mas não tem ovo na massa? Não sei, não sou especialista", começou Leifert, para susto de Hana, que disse não saber, pois não havia informações nutricionais no rótulo no produto. Ele completou: "Você acabou de pecar. Você fez animais sofrerem com seu pão de forma. Aqui na porta da Globo temos galinhas fazendo manifestação." 

Para Luisa, foi um desrespeito. "Nem sou muito de assistir BBB. Mas estamos em um momento com uma preocupação mundial sobre isso para tentar alertar o povo. O Tiago é um jornalista, tem voz e a maneira como ele falou das galinhas, ridicularizando e diminuindo o movimento social, foi ruim. Em nenhum momento mostrou respeito", revela.

Luisa completa dizendo entender que um reality show precise ter momentos de descontração, mas opina que o tal momento veio em momento errado. "Eu sou formada em comunicação, entendo, mas mesmo quem não é vegano respeita e entende a causa. Ele é jovem, tem acesso a internet, achei que soubesse. Não acho que cabia uma brincadeira, era oportunidade de explicar a causa a um público",  reforçou a ativista, que também fez uma publicação no Instagram sobre isso.

Depois da interação entre o apresentador e Hana, ao vivo, ao voltar do intervalo, Leifert percebeu a apreensão da bacharel em cinema carioca e tranquilizou a participante. "Não tinha ovo, viu, Hana? Só farinha e água", explicou, para alívio da moça. Procurada, a Globo não se manifestou até a publicação deste texto.

Fonte: Folha Press

Imprimir