Cidadeverde.com
Economia

Números mostram o valor do Censo para o avanço de políticas públicas no país

Imprimir

A cada dez anos, os censos demográficos produzem informações que atualizam o retrato do país. Em 2020, recenseadores do IBGE vão percorrer todo o território nacional, de domicílio em domicílio, para coletar dados sobre a população. Com isso, o Brasil vai dispor de informações necessárias para conhecer as características das pessoas e de suas residências, planejar políticas públicas e o investimento de seus recursos.

Os números do Censo impressionam, em especial o quantitativo de pessoas envolvidas na operação e seu orçamento. Porém, o que impressiona ainda mais é a relevância dos temas investigados para as tomadas de decisão do poder público e da iniciativa privada.

O diagrama a seguir traz exemplos de alguns desses usos, tendo como referência os temas pesquisados no Censo 2010 – os quais, em grande parte, estarão presentes nos questionários do Censo 2020.

O tema “sexo e idade dos moradores”, por exemplo, levanta o total de moradores do país e sua distribuição pelo território, informações que são referências básicas para outros temas do Censo, para o desenho de políticas governamentais e para a distribuição de recursos federais entre estados e municípios.

A partir das perguntas de sexo e idade dos moradores, o Censo Demográfico obtém o total da população do país e sua distribuição pelo território, que são informações básicas para o planejamento de políticas governamentais, para o cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) per capita e para a divisão dos Fundos de Participação dos Estados (FPE) e dos Municípios (FPM).

Fonte: Agência IBGE Notícias

Imprimir