Cidadeverde.com
Esporte

Zagueiro santista diz entender exigência de Sampaoli e chegada de concorrente

Imprimir

O zagueiro santista Gustavo Henrique abriu as portas do clube para seu mais novo concorrente de posição, o colombiano Felipe Aguilar, segundo reforço do Santos para a temporada, vindo do Atlético Nacional (COL).

Foto: Divulgação/Santos FC

"A diretoria está fazendo o trabalho dela. Todo reforço é bem-vindo. É um cara que tem boa saída de bola e vem para nos ajudar. Todos vão dar seu melhor, e o Santos só tem a ganhar com isso", disse em entrevista coletiva nesta quinta-feira (17).

Aguilar foi contratado a pedido do técnico argentino Jorge Sampaoli, que aposta na qualidade do defensor para passar a bola e propor o jogo. Isso, aliás, será uma exigência para quem briga por titularidade na zaga santista, na visão de Gustavo Henrique.

"É o maior diferencial do Sampaoli, ficar com a bola, com paciência, e os zagueiros precisam aparecer para jogar, com personalidade. E se errar, ele fala que não tem problema. Não vamos brincar, fazer graça, mas temos que arriscar sair com a bola", afirmou.

O zagueiro ainda detalhou os trabalhos do treinador na pré-temporada. "Primeiro, ele preza pela posse. Quanto mais tivermos a bola, menor a chance do adversário fazer o gol. Nesta semana, ele trabalhou muito o sistema defensivo, algo que não tinha feito. A gente vai conversando, e o entrosamento vai ajudando", completou.

Além de Aguilar, Gustavo Henrique terá na disputa pela titularidade outros três concorrentes: Luiz Felipe, Lucas Veríssimo e Cleber.

No primeiro teste do ano, o amistoso contra o Corinthians, em Itaquera, ele esteve em campo durante os 90 minutos. Na estreia do Paulista, no sábado (19), contra a Ferroviária, deve seguir como titular. A partida terá início às 17h, na Vila Belmiro.

Fonte: Folhapress

Imprimir