Cidadeverde.com
Esporte

Em grande jogo, Serena elimina Halep e encara Pliskova nas quartas de final

Imprimir

Serena Williams e Simona Halep fizeram um grande duelo nesta segunda-feira, digno de um confronto entre a ex-número 1 do mundo e a atual líder do ranking. Pelas oitavas de final do Aberto da Austrália, em Melbourne, a norte-americana fez valer a maior experiência para derrubar Halep pelo placar de 2 sets a 1, com parciais de 6/1, 4/6 e 6/4, em 1h47min.

O resultado garantiu Serena, dona de 23 títulos de Grand Slam na carreira, em mais uma fase de quartas de final. Sua próxima adversária será a checa Karolina Pliskova. Em Melbourne, a norte-americana busca o 24º troféu para alcançar o recorde da australiana Margaret Court.

Para tanto, ela deu passo importante nesta segunda ao eliminar uma das principais candidatas ao título. Mesmo num duelo equilibrado, Serena conseguiu fazer valer seus fortes golpes de fundo de quadra, que lhe valeram 44 bolas vencedoras, contra 24 da adversária. Mas o estilo de jogo mais agressivo, e arriscado, gerou 31 erros não forçados, contra apenas 12 de Halep. 

Serena, como de costume, também se destacou no saque. Foram nove aces e aproveitamento de 77% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço. Mesmo assim, sofreu três quebras de saque, em sete oportunidades cedidas à líder do ranking. A americana faturou cinco, em dez break points.

O equilíbrio do jogo chegou ao auge no terceiro set, marcado pelo alto nível de ambas as jogadoras em quadra. Serena definiu o duelo com apenas uma quebra, em duas chances. Halep teve três break points na parcial final, mas não conseguiu converter nenhuma delas.

Apesar da derrota, a tenista da Romênia deixa o Aberto da Austrália com um saldo positivo. Em razão de problemas físicos, Halep não vencia um jogo desde agosto do ano passado, quando foi finalista do Torneio de Cincinnati, nos Estados Unidos. Depois disso, foram cinco derrotas em sequência, incluindo a estreia no US Open e o seu primeiro jogo de 2019.

A romena, contudo, tem chances remotas de seguir na liderança do ranking ao fim do primeiro Grand Slam do ano. Outras rivais vão se aproximar da sua posição, principalmente depois dos resultados desta segunda. 

É o caso, por exemplo, da checa Karolina Pliskova. A sétima cabeça de chave se credenciou para o duelo com Serena nas quartas ao superar a espanhola Garbiñe Muguruza por 2 a 0, com parciais de 6/3 e 6/1.

Com uma atuação quase impecável, a número oito do mundo superou a dona de dois títulos de Grand Slam ao cometer apenas três erros não forçados em toda a partida, que durou apenas uma hora. Já Muguruza abusou das falhas, com 20 erros não forçados. Pliskova é uma das cinco candidatas a alcançar o topo do ranking que ainda estão na disputa. Outras, como a alemã Angelique Kerber e a dinamarquesa Caroline Wozniacki, já se despediram.

Outras duas nesta briga são a japonesa Naomi Osaka e a ucraniana Elina Svitolina. Elas vão se enfrentar nas quartas de final. Atual campeã do US Open, Osaka sofreu, mas derrotou a letã Anastasija Sevastova por 4/6, 6/3 e 6/4. A número quatro do mundo não foi a única a ter trabalho nesta segunda. Svitolina, sétima do mundo, despachou a norte-americana Madison Keys por 6/2, 1/6 e 6/1

Os demais confrontos de quartas de final da chave feminina terão a checa Petra Kvitova contra a local Ashleigh Barty, e a russa Anastasia Pavlyuchenkova contra a norte-americana Danielle Collins.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir