Cidadeverde.com
Geral

Velório de PM é no Rone; filho que viu tudo pediu para não matar o pai

Imprimir

A família do policial Samuel de Sousa Borges, 30 anos, morto com três tiros na manhã desta sexta-feira (1) após uma discussão confirmou que o filho dele, de 8 anos, ficou em estado de choque. O garoto presenciou o momento em que o pai era atingindo pelos disparos.

"Ele se desesperou (o garoto). Ele (autor dos tiros) não respeitou o menino que estava na garupa. Foi uma covardia. Tenho certeza que ele não é pai, é um monstro. Ele vai pagar pelo que fez", disse a tia de Samuel, Maria Bernadete Dourado de Oliveira. Ela e outros familiares estavam no Instituto Médico Legal (IML) aguardando a liberação do corpo na tarde de hoje.

O velório do policial - que era da Cavalaria da PM - mas estava lotado na vice-governadoria desde o começo de janeiro, vai acontecer na sede do Rone, na zona Norte de Teresina, a partir das 20h.

 A tia do policial morto confirmou ao Cidadeverde.com que a voz de uma criança em desespero que aparece nos vídeos divulgados nas redes sociais dizendo que perdeu o pai, é do filho de Samuel. Após o crime, o garoto foi acolhido por funcionários de uma escola.

O garoto é a principal testemunha do crime. Outras pessoas que estavam na hora, como o segurança de um colégio, já prestaram depoimento.

Samuel foi atingindo com dois tiros nas costas e um na nuca. O delegado Willame Morais, que passava pelo local e prendeu o autor dos disparos, também prestou depoimento.

Foto: Letícia Santos


Tia pediu justiça e disse que policial do Maranhão vai pagar pelo o que fez

Entenda o caso

O cabo da Polícia Militar do Piauí, Samuel de Sousa Borges, 30 anos, levou três tiros e morreu durante uma discussão com outro policial na zona Leste de Teresina. O caso aconteceu no cruzamento das ruas Cândido Ferraz com Verbenas, barro Joquei Clube. Os dois estavam em motocicletas sem placas. O autor dos tiros, de acordo com a polícia, é um policial do Maranhão identificado como Francisco Ribeiro dos Santos Filho. Ele foi detido por testemunhas que passavam pelo local. 

Nota de pesar da Polícia Militar do Piauí

O Comandante Geral da Polícia Militar do Piauí se enluta com todos os policiais militares e familiares com o fim trágico de uma aparente discussão de trânsito que levou à morte o CB PMPI Samuel de Sousa Borges, vítima de disparo de arma de fogo, no início da tarde desta sexta-feira (01).

Ingresso na Corporação em 2008 (CFSD), CB Borges, policial militar operacional, serviu vários anos no Batalhão Rone, onde prestou relevantes serviços à sociedade piauiense, e atualmente trabalhava na 4ª companhia do Batalhão de Guardas.


DCOM/PMPI

 

Nota de pesar da Secretaria de Segurança 


A Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) lamenta profundamente a morte do cabo da Polícia Militar Samuel de Sousa Borges, vítima de homicídio na tarde desta sexta-feira (01).

O Cabo Samuel Borges destacou-se na corporação pela disciplina, coragem, pela inteira devoção ao serviço, exemplo para seus pares e admiração de seus superiores, merecendo o reconhecimento da sociedade que sempre defendeu.

Neste momento de dor, os que fazem a SSP-PI se solidarizam com seus familiares e amigos e reafirmam que todos os esforços serão feitos para que o crime seja elucidado o mais rápido possível.


Cel. Rubens Pereira
Secretário de Segurança do Piauí

Flash Yala Sena e Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir