Cidadeverde.com
Entretenimento

Isabella, indicada pela líder Elana, é eliminada do BBB 19 com 63,81% dos votos

Imprimir

Foto: Reprodução/instagram/@isabellacecchi

O jogo acabou para Isabella, 24. A "sister" foi eliminada do BBB 19 nesta terça-feira (26) com 63,81% dos votos. Alan teve 24,06% dos votos, e Tereza, que enfrentava seu segundo paredão seguido, contou com 12,13% dos votos.

"O meu sentimento é de gratidão por tudo o que eu vivi aqui. Estou muito feliz por ter participado do programa. Fiz amizades verdadeiras, que vou levar para a minha vida", disse ela ao deixar a casa. Tiago Leifert afirmou que o programa está muito equilibrado e que Isabella viveu o programa. 

A "sister" foi indicada ao paredão pela líder, Elana. O clima entre as duas ficou tenso nos últimos dias. Isso porque Isabella venceu a prova do anjo e escolheu Elana, que já era líder, para o castigo do monstro junto de Danrley. 

Alan foi para o paredão por indicação de Isabella, que ganhou o direito de voto ao atender ao Big Fone. E Tereza foi a mais votada pela casa, com quatro votos. 
Durante o dia, a estudante de medicina potiguar já tinha falado para Carolina que estava mais confiante no paredão passado, no dia 12 de fevereiro. Na ocasião, Diego foi o eliminado. "Estou pensando muito positivo, otimista, preparada. Se sair, vida que segue, dar conta dos meus projetos, meus estudos, minha família. Mas no outro [paredão] eu estava mais confiante."

Isabella teve um affair na casa com Maycon, eliminado no último dia 19. A "sister" também foi uma das que mais reclamou do ronco de Rodrigo. Na última semana, quando os "brothers" tiveram de ficar acorrentados uns aos outros, ela chegou a chorar por não conseguir dormir por conta do barulho. 

Isabella já foi Miss Natal e Miss Rio Grande do Norte. A modelo mora com a mãe e uma irmã e tem dupla nacionalidade. Ela morou até os 7 anos na Itália e vai ao país pelo menos uma vez ao ano visitar seus avós e um meio-irmão.

Isabella perdeu o pai há cinco anos. Ela sonha em ser médica para satisfazer um desejo que também era dele. "A última vez que o visitei [o pai] no hospital, ele disse para as enfermeiras: 'Ela vai ser médica'. Essa frase sempre me motivou."


Fonte: Folha Press

Imprimir