Cidadeverde.com
Entretenimento

Estúdio pode cortar cena gay de filme sobre Elton John

Imprimir

Fotos: Reprodução/instagram/@eltonjohn

 

Um trecho de cerca de 40 segundos de "Rocketman",  aguardada cinebiografia sobre Elton John, podem ser cortados da versão final. O motivo? Eles mostram o cantor, vivido por Taron Egerton, e seu empresário e amante, interpretado por Richard Madden, juntos e pelados numa cama. 

As informações são do jornal britânico The Guardian, que atribui os detalhes ao tabloide Daily Mail. 

Segundo a publicação, a cena em questão mostra Egerton e Madden deitados, com as nádegas de fora, mas não traz a descrição de um ato sexual em si. Ainda de acordo com o periódico, o diretor Dexter Fletcher estaria sob pressão do estúdio Paramount para deletar o trecho para que o filme receba classificação indicativa de apropriado para maiores de 13 anos nos Estados Unidos. 

Elton Johh, entretanto, teria dado carta branca aos realizadores do filme para que mostrassem o que bem entendessem, não importando qual fosse a classificação indicativa final da obra. 

Fletcher foi quem assumiu a direção de "Bohemian Rhapsody", lançado no ano passado, após a demissão de Bryan Singer, que causou tumultos no set e foi chamuscado por denúncias de ter cometido abuso sexual no passado. O filme, biografia sobre a banda Queen, rendeu o Oscar de melhor ator para Rami Malek. 

"Rocketman", que deve ser lançado em maio, se anuncia como uma viagem lisérgica e nada linear na carreira de Elton John, um dos maiores recordistas em vendas de discos da história.


Fonte: Folha Online

Imprimir