Cidadeverde.com
Esporte

Com tensão elevada, rivais fazem terceiro Fla-Flu em duas semanas

Imprimir

As rotinas de Flamengo e Fluminense têm envolvido invariavelmente um clássico entre eles. Neste sábado (6), a partir das 19h, os rivais fazem o terceiro Fla-Flu em 14 dias, desta vez em disputa por vaga na finalíssima do Campeonato Carioca.

Foto - Alexandre Vidal / Flamengo

Na quarta-feira da semana anterior (27), ambos se encontraram pelas semifinais da Taça Rio, com vitória rubro-negra por 2 a 1. Três dias antes, haviam se enfrentado pela fase de grupos do segundo turno do estadual, também com triunfo flamenguista, por 3 a 2.

Os adversários ainda protagonizaram um outro clássico na temporada, pelas semifinais da Taça Guanabara, com vitória tricolor por 1 a 0, em 14 de fevereiro. De lá pra cá, a tensão entre os rivais só tem aumentado.

No último duelo, para além das faltas duras, dois acabaram expulsos: Paulo Henrique Ganso, pelo Flu, e Bruno Henrique, do Fla. O meia ficará de fora da semi, enquanto o atacante poderá jogar, por já ter cumprido suspensão automática de um jogo.

O TJD-RJ, no entanto, pode ampliar a pena de ambos em julgamento marcado para a próxima segunda (8).

"É insano jogar tantas vezes com o mesmo time, ainda mais na mesma competição. O primeiro jogo não teve complicação; o segundo, um pouco; o terceiro, um pouco mais; o quarto, não sabemos como vai ser. Muito jogo com o mesmo time fica um pouco chato", disse o volante flamenguista Cuéllar.

O colombiano ainda acirrou os ânimos para a partida ao dizer, em entrevista coletiva na manhã desta sexta (5), que o título estadual é uma obrigação do Flamengo. À tarde, foi a vez do goleiro Rodolfo, do rival, rebater.

"Eles vão pegar o Fluminense, têm que passar pela gente primeiro. Tudo vai ser decidido amanhã. Se ele falou que eles têm obrigação... a gente vai entrar para ganhar o jogo", disse o arqueiro.

Além de Ganso, a equipe das Laranjeiras segue sem contar com o volante Airton, em recuperação de lesão na coxa esquerda -fora isso, os tricolores, que vão jogar decisão pela Copa do Brasil na terça (9), diante do Luverdense (MT), terão força máxima no Maracanã.

O time da Gávea, que terá a vantagem do empate para avançar, também levará a campo o que tem de melhor à disposição, diferentemente de clássicos anteriores, em que poupou visando a Copa Libertadores -pela qual terá compromisso na quinta (11), frente ao San José (BOL).

PAULO BATISTELLA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) 

Imprimir