Cidadeverde.com
Geral

Fiscalização constata irregularidades em alojamentos de times do Piauí

Imprimir

Irregularidades ligadas a área de instalação elétrica e controle de incêndios foram apontadas na primeira parte do relatório que investiga a situação dos alojamentos de times de futebol do Piauí. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (22) pela Superintendência do Trabalho do Estado do Piauí.

De acordo com a auditora fiscal do trabalho, Flávia Lopes, a situação dos times é delicada e merece medidas emergenciais. São analisados no relatório as estruturas do River Atlético Público e o Piauí Clube.

 “No River encontramos gambiarras na instalação do ar-condicionado, que foi uma das coisas mais preocupantes no alojamento dos jogadores de base”, revelou a auditora em entrevista a TV Cidade Verde.  

O time também tem problemas ligados a saídas de emergência.  “Os quartos dos jogadores tinham dois ou três beliches em cada um, esses beliches obstruíam as janelas que tinham nos quartos.  Numa situação de emergência, uma das possíveis saídas estariam obstruídas”, apontou.

Nas instalações do Piauí o problema está ligado ao combate de incêndios. “Não tinha nenhum extintor de incêndio em nenhuma unidade do clube, nem nos quartos, nem na cozinha.

Os clubes foram notificados e deverão responder a algumas medidas emergenciais como no caso das instalações elétricas e dos extintores de incêndios. Também foram identificadas irregularidades nas portas e nos banheiros dos alojamentos dos clubes.

Após incêndio no Rio de Janeiro, no Ninho do Urubu, onde 10 jogadores da base morreram a situação dos alojamentos dos times no Piauí foram alvo de análise. O relatório também atende ao mês de abril, considerado o mês de combate a acidentes de trabalho.

Resposta dos times

Procurados pela TV Cidade Verde as diretorias dos dois clubes se posicionaram através de nota. O Piauí Esporte Clube informa que os itens não satisfatórios elencados estarão sendo providenciados nos próximos 90 dias.

O River Atlético Clube informa em nota que antes mesmo da posse desse relatório, já iniciou algumas das adequações necessárias, já tendo resolvido as mais simples, que não dependem de intervenções estruturais. O time informa que com o relatório do órgão, essa reforma abrangerá os itens diagnosticados.

Valmir Macêdo
Com informações da TV Cidade Verde
redacao@cidadeverde.com

Imprimir