Cidadeverde.com
Entretenimento

Marido de Caroline Bittencourt será indiciado por homicídio culposo

Imprimir

Fotos: Reprodução/instagram/@cabitten

Marido da modelo Caroline Bittencourt, o empresário Jorge Sestini deverá ser indiciado pela Polícia Civil de São Paulo por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e terá de prestar depoimentos sobre a morte da modelo no último dia 28 de abril.

Segundo declaração do delegado que está lidando com o caso, Sestini foi avisado pelo dono da marina, em São Sebastião (litoral paulista), que uma virada no tempo aconteceria e que estava indo em direção à região em que ambos partiriam.

Ainda segundo o documento, o empresário assumiu o risco de dirigir a embarcação e mesmo avisado foi ao mar com a mulher. Na ocasião, uma tempestade atingiu o barco e fez com que a modelo caísse e afundasse.
As informações são do programa Cidade Alerta, da Record. Quem assina o ofício lido no ar pelo apresentador Luiz Bacci é o delegado Vanderlei de Almeida Filho, do 1º DP de São Sebastião.

De acordo com o documento, a polícia ouviu o depoimento do dono da marina de onde o barco foi lançado ao mar. Nele, há relatos de que Sestini foi avisado dois dias antes de que haveria mau tempo e foi advertido dos riscos por meio de mensagens no aplicativo de conversa WhatsApp.

Com isso, segundo a nota assinada pelo delegado, ao ter visualizado as mensagens e, mesmo assim, feito o passeio, teria assumido o risco iminente de acidente numa conduta qualificada como negligente e culposa.

Já no dia do acidente, um domingo, por volta das 15h40, o dono da marina avisou novamente Sestini de que o tempo estava crítico e que havia muito risco. O empresário teria agradecido e dito que já estava no canal a caminho de Ilhabela. O vendaval ocorreu por volta das 17h.

O homem que deu as informações à polícia é o proprietário da Lemar Garagem Náutica, Lenildo de Oliveira. O marinheiro que resgatou Sestini também foi ouvido.
Segundo informações da atração vespertina da Record, Caroline também não usava colete. A modelo foi encontrada na Praia das Cigarras, que fica a quatro quilômetros de onde havia desaparecido. Já a lancha que o casal utilizava para a travessia até Ilhabela foi achada em Caraguatatuba.

Nesta segunda-feira (6), aconteceu na Paróquia Nossa Senhora do Brasil, na zona oeste de São Paulo, a missa de sétimo dia de Caroline Bittencourt, 37. Caroline deixou uma filha de 17 anos, que estava muito emocionada na cerimônia.

Marido dela, o empresário Jorge Sestini esteve no local, mas não quis conversar com a imprensa. Familiares e amigos mais próximos prestaram as últimas homenagens. "Essa foi a única chance que nós amigos tivemos de dar um beijo na família, de dar tchau para ela", disse Adriane Galisteu.

Fonte: Folha Press

Imprimir