Cidadeverde.com
Esporte

Juventude bate Vila Nova nos pênaltis e pega Grêmio nas oitavas da Copa do Brasil

Imprimir

O Juventude está classificado às oitavas de final da Copa do Brasil. Nesta terça-feira, o time gaúcho derrotou o Vila Nova nos pênaltis, por 4 a 3, após empate sem gols no tempo normal, e embolsou R$ 2,5 milhões. O duelo foi realizado no Serra Dourada. O próximo adversário do time no torneio nacional será o Grêmio.

Nesta temporada, Juventude e Grêmio se enfrentaram nas quartas de final do Campeonato Gaúcho. O time de Porto Alegre levou a melhor ao vencer por 6 a 0 como visitante e empatar por 0 a 0 no seu estádio. O primeiro duelo entre eles, pela Copa do Brasil, será em 16 de maio, às 21h30, em Caxias do Sul.

O primeiro tempo nesta terça-feira foi emocionante. Logo aos cinco minutos, o Vila Nova deu seu cartão de visitas: Alan Mineiro cobrou falta, Marcelo Carné se atrapalhou e Rafael Silva, de voleio, mandou por cima do gol. No lance seguinte, outra chance incrível desperdiçada pela equipe goiana. Felipe Rodrigues fez boa jogada pelo lado direito e cruzou. Gustavo Mosquito mandou de letra na trave.

A blitz continuou. Rafael Silva recebeu pelo lado direito e tentou encobrir Carné. Sidimar apareceu para salvar o Juventude. E não parou por aí. Aos 12 minutos, Philipe Maia aproveitou cobrança de escanteio para mandar rente à trave. O zagueiro ainda teve outra chance, na sequência, mas também errou o alvo.

O Juventude conseguiu se livrar da pressão apenas nos minutos finais da etapa inicial. Moisés arriscou de longe e mandou perto do gol de Rafael Santos. O goleiro ainda teve trabalho com João Paulo. Em um lance, fez grande defesa. No outro, levou o gol olímpico, mas o árbitro acabou marcando falta em cima do camisa 1.

O panorama do segundo tempo não mudou. O Vila Nova voltou melhor e Alan Mineiro, no minuto inicial, arriscou para defesa de Carné O Juventude tentou responder pelos lados de campo, mas a defesa do clube goiano parecia impenetrável.

Dessa vez, foi o Vila Nova que teve um gol anulado nos minutos finais. Em bate-rebate dentro da área, Felipe Rodrigues empurrou para o fundo das redes. O árbitro assinalou falta em cima do goleiro Marcelo Carné e levou a partida para os pênaltis.

Alan Mineiro abriu as cobranças e fez o primeiro. Dalberto parou na defesa de Rafael Santos. Danilo também desperdiçou ao chutar na trave, enquanto Genílson deixou tudo igual ao soltar o pé no meio do gol. Juninho fez 2 a 1 para o Vila Nova e Eltinho empatou. A quarta cobrança do clube goiano foi de Patrick, que parou na defesa de Carné. Já João Paulo colocou o Juventude na frente pela primeira vez. Rafael Santos bateu a quinta e deu uma esperança à equipe da casa, mas Bruno Alves carimbou a classificação para o clube gaúcho.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir