Cidadeverde.com
Esporte

Equipe técnica define todo roteiro e trilhas do Desafio das Opalas

Imprimir

Está cada vez mais perto o Desafio das Opalas. A terceira edição da maior aventura oficial do mountain bike nacional vai colorir um pouco mais paisagens de milhões de anos no norte do Piauí, nos dias 1º e 2 de junho, entre Piripiri e Pedro II, cenários raramente desbravados por uma competição oficial. 

Foto - Divulgação

A competição de mountain bike definirá os campeões piauienses de MTB Maratona – prova única, será ranking nacional de pontuação máxima (XCM1) da Confederação Brasileira de Ciclismo – CBC e ainda etapa do Campeonato Piauiense de Mountain Bike por ranking. 

Para as categorias oficiais, a disputa terá cerca de 98 km e a Turismo terá 45 km cravados. A competição terá uma altimetria total de 1.600 metros do nível do mar.

Os pontos altos, além do Parque Nacional de Sete Cidades, são a Serra dos Matões para boas subidas e a descida do Purgatório, que tem um visual fantástico. A chegada será no Mirante do Gritador, que fica na Serra dos Matões, no município de Pedro II.

A largada tanto das categorias oficiais e da Turismo será do Centro de Visitantes, situado dentro do Parque Nacional de Sete Cidades, próximo a Piripiri.

Logo na sequência, os atletas enfrentarão de cara 10 km de single-track, que são as trilhas fechadas com muitas áreas verdes e veredinhas, passando por quase todas as ‘cidades’ que compõem o Parque ee pelos conhecidos monumentos naturais rochosos do local, como a Pedra da Tartaruga, o Arco do Triunfo, a Piscina dos Milagres, a Cabeça de D. Pedro I, o Pé do Gigante, entre outras formações que remontam em mais de 400 milhões de anos e comprovam também que o parque, que fica cerca de 200 km de Teresina, já foi mar. 

Criado em 1961, com uma área de 6.221 hectares, Sete Cidades tem um rico patrimônio arqueológico e uma fauna e flora exuberantes e únicos.

“Nosso objetivo com o Desafio das Opalas é apresentar esse cenário único de belezas naturais para atletas do Piauí e de outros estados, como forma de valorização do local e também porque toda aquela região é propícia para a prática do mountain bike, devido a altimetria e por apresentar trilhas incríveis”, destacou o diretor geral do evento, Fernando Correia Lima.

Depois de encarar as belezas do parque, os atletas deixarão o cenário pela saída norte em direção à BR-343, a qual será atravessada com o auxílio da Polícia Rodoviária Federal e da polícia de trânsito de Piripiri, adentrando a trilha novamente por outro tipo de paisagens naturais, passando por muitas comunidades, como o Povoado Lage, depois Santa Rita e Nova Brasília para chegar ao Açude Caldeirão, onde finda a prova para a categoria Turismo. 

“Do Povoado Lage, as categorias se dividem e as oficiais seguem a trilha passando pelos povoados Baixão, Lagoa do São Francisco, Palmeiras do Soares, Purgatório, Angico Branco e Caranguejo, chegando finalmente no Morro do Gritador para o fim da prova e a premiação”, destacou o diretor de prova do evento, Zenardo Maia.

Características gerais – Para a categoria Turismo, será uma prova predominantemente plana, com poucas subidas, trilhas de velocidade e a chegada será no restaurante O Machado, às margens do Açude Caldeirão, um importante ponto turístico de Piripiri. 

Para as categorias oficiais não terá moleza com serras e terrenos íngremes, além de areia, riachos, pedras, afinal os vencedores já serão consagrados campeões piauienses. 

CATEGORIAS:

MASCULINO - CICLISMO MARATONA:

ELITE/SUB–23: (19 anos acima) – Nasc. em 2000 e anos anteriores ou critério técnico
SUB-30: (23 A 29 anos) - Nasc. entre 1996 A 1990
MASTER A1 (30 A 34 anos) – Nasc. entre 1989 A 1985
MASTER A2 (35 A 39 anos) – Nasc. entre 1984 A 1980
MASTER B1 (40 A 44 anos) – Nasc. entre 1979 A 1975
MASTER B2 (45 A 49 anos) – Nasc. entre 1974 A 1970
MASTER C1 (50 A 54 anos) – Nasc. entre 1969 A 1965
OVER 55 (55 anos acima)

FEMININO - CICLISMO MARATONA
ELITE (19 anos acima) – Nasc. entre 2000 e anos anteriores)
MASTER (30 anos acima)
MASCULINO – CICLISMO CROSS COUNTRY (Categoria com percurso reduzido) 
JUNIOR (17 a 18 anos) - Nasc. entre 2002 a 2001
JUVENIL ( 15 A 16 anos) – Nasc. entre 2004 a 2003
OPEN 
TURISMO - Masculino e “Feminino
DUPLAS

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Imprimir