Cidadeverde.com
Geral

Piauí terá tutoria para a implantação de transplante de fígado

Imprimir

O Estado do Piauí, através da Secretaria de Estado da Saúde foi pré-selecionado pela Coordenação Geral do Sistema Nacional de Transplante (CGSNT) para ser beneficiado pelo Projeto PROADI-SUS, ‘Apoio à gestão e desenvolvimento da doação, captação e transplantes de órgãos no Brasil’, celebrado entre o Ministério da Saúde (MS) e o Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE).

A pré-seleção indica que o Piauí irá receber a implantação da tutoria para a realização de transplante de fígado, que serão realizadas no Hospital Getúlio Vargas (HGV).

Segundo a médica Maria de Lourdes de Freitas Veras, Coordenadora Estadual de Transplantes a equipe de transplante de fígado do HGV já esta capacitada para realiza este procedimento de alta complexidade. 

As ações de implantação do programa de transplante serão desenvolvidas a partir da pactuação entre a instituição e o Hospital Israelita Albert Einstein, respeitando os tempos de cronograma de execução do projeto. As ações contemplaram as equipes assistenciais, de apoio, administrativos e gerencias de instituições. 

O Programa de Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) é uma ação do Ministério da Saúde (MS) dirigida ao fortalecimento do SUS, em parceria com hospitais, para melhoria da qualidade das condições de atendimento mediante a transferência, desenvolvimento e incorporação de novos conhecimentos e práticas em áreas estratégicas para o sistema. O Proadi-SUS foi instituído pelo Decreto nº 2.536, de 7 de abril de 1998.

O secretário de Saúde, Florentino Neto, explica que as ações farão que o Piauí se torne referencia na área. “Essa pré-seleção é de grande importância para nosso estado. Nossas equipes já estão preparadas e a ideia é que o Piauí se torne referencia”, destaca.

Captação de córneas

Outra ação que esta sendo desenvolvida pela Secretaria de Estado da Saúde através da Central do Transplante é no que se refere à realização do procedimento de captação de córneas, a serem realizadas no Hospital Regional Dirceu Arcoverde de Parnaíba. A equipe já esta preparada para a realização do procedimento e para conduzir as córneas de maneira adequada de Parnaíba a Teresina que serão distribuídas através do Programa de Distribuição Informatizado de Órgãos e Tecidos do Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde para atender a lista de espera do estado do Piauí, diminuindo o tempo de espera que é de dois anos para seis meses.

A logística de transporte do tecido corneano de Parnaíba à Teresina será realizada através de um termo de cooperação firmado em 2018 entre a SESAPI e empresa de transporte rodoviário Expresso Guanabara. 

Atualmente existem em média 350 pessoas na fila de esperar por uma cirurgia de transplante de córneas. “A ideia é reduzir o tempo de espera desses pacientes agilizando os procedimentos cirúrgicos”, destaca a médica Maria de Lourdes de Freitas Veras, Coordenadora Estadual de Transplantes.

“Através de novos polos de captação de córneas o Piauí reduzirá o tempo de espera de pacientes que estão esperando por uma cirurgia de córneas”, finaliza Florentino Neto.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Imprimir