Cidadeverde.com
Geral

Mulher é morta com golpes de faca na zona Leste; marido é suspeito

Imprimir
  • casa5.jpg Carlienne Carpasso
  • casa4.jpg Carlienne Carpasso
  • casa3.jpg Carlienne Carpasso
  • casa2.jpg Carlienne Carpasso
  • casa1.jpg Carlienne Carpasso

Atualizada às 15h59

Marlucia da Conceição Jacob dos Santos, de 41 anos,  foi morta a facadas nesta terça-feira (4) no bairro Socopo, zona Leste de Teresina. O principal suspeito é o marido, identificado como Francisco das Chagas Pinheiro dos Santos, de 51 anos. O crime ocorreu na casa em que eles moravam. O suspeito trabalha como vigilante em uma creche próxima do local do crime.

O corpo da vítima foi encontrado na sala. A irmã da vítima, Marlene Jacob, chegou a presenciar o cunhado dentro da casa, tentou salvar a irmã, mas, segundo ela, Francisco tentou agredi-la. Marlene saiu correndo para fora da casa  e, nesse momento, o suspeito aproveitou para fugir a pé.

As irmãs moram no mesmo terreno onde foram construidas três casas. Cada casa pertence a um irmão. 

"Eu só escutei os gritos. Corri pra lá. Ele tava que nem furando um animal. Ele veio pra cima e a gente correu pra fora pedir ajuda, chamaram o SAMU, mas não tinha mais jeito. Eu acho que ele está louco. Tentou se matar, e eu ajudei pra salvar, mas dessa vez não consegui ajudar minha irmã. Ele saiu correndo falando sozinho com a faca na mão", disse a irmã Marlene Jacob.

Familiares e vizinhos relataram que Francisco tinha ciúmes da esposa. Eles estavam juntos há cerca de 27 anos e tinham três filhos. 

Há dois dias Francisco teria escondido o celular da esposa. Hoje pela manhã ela teria pedido o aparelho e uma confusão se iniciou. A vítima trabalhava em um restaurante no período da noite, o que teria intensificado a briga do casal. 

Robert Lavor, delegado de plantão do Departamento de Homicídios e Proteção à `Pessoa  (DHPP), esteve no local do crime, mas o caso será investigado pela Delegacia de Feminicídio.

O delegado relatou que o terreno possui três casas, cada uma pertence a um irmão. O suspeito teria aproveitado o momento em que a nora saiu para o Centro para cometer o crime.

"O que contam é que o próprio esposo chegou agora ao meio-dia enquanto a nora da vítima saiu. Tinha um bebê na casa também. Deve ter ocorrido alguma discussão na casa, ninguém consegue saber de fato o que ocorreu, e ele disferiu alguns golpes de arma branca na vítima".

Familiares afirmaram que o suspeito sofria de depressão. A Perícia Criminal e o IML estiveram no local. 

"Se trata de questões particulares, mas o que a gente já conseguiu colher, e que a delegada Luana (Alves), da Feminicício vai aprofundar, é que o suspeito estava fazendo um tratamento psicológico no Caps. Já tinha evoluído no tratamento, mas ninguém sabe qual foi o estopim de hoje".

Prisão do suspeito

O suspeito de cometer o crime foi localizado em uma casa a 2 km da cena do crime. Ele parou para beber água e foi reconhecido por populares, que avisaram a polícia. Em poucas palavras, o homem disse que tinha errado. Francisco das Chagas Pinheiro dos Santos foi levado à Central de Flagrantes.

Uma filha do casal acompanhou a prisão e disse, chorando muito, que tudo foi culpa da depressão.

Veja vídeo da prisão:

Carliene Carpaso
redacao@cidadeverde.com

Imprimir