Cidadeverde.com
Entretenimento

Polícia investiga se suspeito de matar ator de 'Chiquititas' está fora de SP

Imprimir

Foto: Montagem/Reprodução/Instagram


A polícia não descarta a possibilidade de que o comerciante suspeito de matar o ator Rafael Henrique Miguel, 22 anos, e os pais do jovem, no domingo (9), no bairro de Pedreira (zona sul da capital paulista), tenha fugido para outro estado brasileiro. 

Porém, as possibilidades de locais para onde ele tenha ido não foram informadas.

O comerciante Paulo Cupertino Matias, 48 anos, é acusado de matar a tiros o ator e seus pais, Miriam Selma Miguel, 50, e João Alcisio Miguel, 52, no momento em que eles chegaram em frente à casa da namorada do artista, filha do acusado, acompanhados da jovem. O motivo seria ciúmes.

A reportagem apurou que, entre segunda-feira (10) e quarta-feira (12) ao menos dois homens, que se apresentaram como advogados de Matias, foram ao 98 º DP (Jardim Miriam), responsável pelo caso, para conversar com os responsáveis pela investigação. Os encontros ocorreram, ainda segundo apuração do Agora, para negociar uma eventual rendição do comerciante - que no entanto, ainda não ocorreu.

O comerciante Paulo Cupertino Matias, 48 anos, acusado de matar o ator Rafael Henrique Miguel, 22 anos Divulgação Retrato de Paulo Cupertino Matias      No pedido de prisão temporária, de 30 dias, expedida contra Matias, a Justiça, menciona que o irmão do acusado, em depoimento, afirmou que o atirador havia supostamente premeditado o crime.

"Contou que Matias entrou em contato [com o irmão] pedindo para que o declarante cuidasse da mãe e contratasse um advogado, o que por ele foi feito", diz trecho do documento assinado pela juíza Débora Faitarone.   

O argumento usado pelo irmão do acusado, para o fato de Matias antecipar que precisaria de um advogado, é o de que as vítimas estariam ajudando a namorada do ator a realizar testes em comerciais de TV.

Em depoimento à polícia, na segunda-feira (10), Vanessa disse que Matias a agredia constantemente, além de bater na filha, Isabela Tibcherani Matias, 18, namorada do ator assassinado, e em seu outro filho, de 13 anos.

Nesta quarta-feira (12), a Justiça decretou a prisão temporária, por 30 dias, do comerciante acusado pelo triplo assassinato.

Fonte: Folha Press

Imprimir