Cidadeverde.com
Política

Em Teresina, Amoêdo diz que falta foco no governo Bolsonaro

Imprimir

Nesta quarta-feira (26) em Teresina, o ex-presidenciável João Amoêdo (Novo) avaliou o governo de Jair Bolsonaro como regular e defendeu a inclusão dos estados e municípios na reforma da Previdência. Pela segunda vez na capital piauiense, Amoêdo participa na noite de hoje de palestra intitulada "As reformas que o Brasil precisa".

Para João Amoêdo, a mudança no país deve passar por três pilares. “Melhorar a gestão pública, dar foco no que é prioritário e deixar de ter empresa estatal. A segunda é o equilíbrio das contas, e é fundamental a previdência pelo rombo que deixou hoje, por ser um sistema que além de ser insustentável é injusto. E o terceiro é aumentar a liberdade econômica, se tem uma carga tributária muito elevada e complexa e uma insegurança jurídica muito grande. Uma reforma tributária e uma simplificação e um ambiente mais propício ao empreendedorismo", avalia. 

Sobre o texto da Reforma da Previdência, Amoêdo defende a mesma regra de transição para o funcionalismo público, para os políticos, e a inclusão dos estados e municípios. "Não vai ser a reforma ideal mas pelo menos ela traga um patamar econômico em uma economia de R$ 900 bilhões”. 

Sobre a avaliação do governo Jair Bolsonaro, Amoêdo teceu críticas. "Tem sido regular. Foi bem na escolha da equipe econômica, mais abertura da economia, pautas que o Novo defende, mas tem se metido em polêmicas desnecessárias. Tem faltado foco e mais diálogo com as instituições, principalmente do congresso ", avalia.

Eleições

A visita de Amoêdo ao Piauí faz parte da movimentação do partido Novo para as Eleições Municipais de 2020. A sigla pretende lançar candidaturas para ocupação de prefeituras e câmaras municipais no Piauí. Ele adiantou os projetos da sigla no estado. “Nosso objetivo é lançar candidatura para prefeito e vereadores. No interior o projeto será para 2022”, informou.

A palestra com Amoêdo será realizada as 19h no auditório do Uchôa Teresina Hotel.

Na manhã desta quinta-feira (27), a liderança do Novo se reúne com membros locais da sigla e desembarca para São Paulo ao meio-dia. 

Fotos: Letícia Santos/Cidadeverde.com

Avião da FAB

Sobre a polêmica envolvendo a presença de drogas em um avião da Força Aérea Brasileira, Amoêdo foi direto. “Isso é sempre muito ruim. Tem que ser investigado. Não podemos ser lenientes com os casos contra a lei. Ainda bem que foi levantado cedo. Cabe agora a justiça fazer os levantamentos e colocar as punições necessárias”, pontuou.

 

Valmir Macêdo
valmirmacedo@cidadeverde.com

Imprimir