Cidadeverde.com
Esporte

Vasco se volta para o mercado sul-americano em busca de reforços

Imprimir

Com algumas restrições financeiras para contratar no Brasil, o Vasco tem voltado os holofotes para o mercado sul-americano em busca de novos reforços após anunciar o meia Marquinho e o volante Richard.

Os atacantes Anangonó, da LDU (EQU), e Germán Cano, do Independiente Medellín (COL), são alguns dos estrangeiros que interessam ao clube cruzmaltino.

No caso do equatoriano Anangonó, de 30 anos, os jornais locais já cravam como certa sua transferência para São Januário.

O site "Fútbol Ecuador", por exemplo, garante Anangonó no Vasco e traz uma entrevista do diretor de futebol da LDU, Esteban Paz, à radio "Área Deportiva", onde ele fala sobre a saída do atacante e até sobre peças de reposição.

"Em boa hora (a saída) para Juan Luis (Anangonó). Teríamos adorado ficar com ele, mas a realidade é complicada pela parte econômica. Uma opção internacional apareceu ontem para substituir Anangonó e também estudamos uma opção nacional."

Apesar da certeza dada no Equador, no Vasco ninguém confirma o acerto. Muito pelo contrário, em São Januário, há a informação de que o jogador possui uma proposta da China, algo que, se for verdade, coloca o clube de São Januário completamente fora do páreo no aspecto econômico.

No caso de Germán Cano, a realidade é muito mais difícil. Valorizado, ele dificilmente deixará o Independiente Medellín sem uma boa quantia envolvida. O argentino também pensa em se naturalizar colombiano.

GRINGOS SÃO OFERECIDOS E NÃO AGRADAM

Recentemente, foi oferecido ao Vasco outro atacante estrangeiro: Darío Lezcano, paraguaio de 28 anos que estava no Ingolstadt, da segunda divisão da Alemanha. O jogador, porém, não agradou e foi descartado pela diretoria.

Outro que foi oferecido e não agradou foi o colombiano Yorley Mina, de 27 anos, do Independiente Medellín (COL).

BRUNO BRAZ
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

Tags: Vascofutebol
Imprimir