Cidadeverde.com
Últimas

Arquiteto morre e primo fica ferido ao colidir carro em banca na ponte Estaiada

Imprimir

Foto: Reprodução/Instagram

Atualizada às 10h16

Um grave acidente de trânsito causou a morte de um arquiteto na madrugada desta segunda-feira (1) na avenida Raul Lopes, embaixo da Ponte Estaiada, zona Leste de Teresina.

A vítima - João Vitor Oliveira Campos, 23 anos - morreu após o veículo em que ele estava, um modelo Audi, colidir em uma banca de revista. O primo dele, que era o condutor do carro, ficou ferido e foi levado para o Hospital de Urgência de Teresina. As informações são do Corpo de Bombeiros. 

De acordo com Corpo de Bombeiros, os dois ficaram presos às ferragens e, por conta do acidente, fios energizados caíram no chão. A Cepisa Equatorial teve que ser acionada para que a guarnição fizesse o resgate sem risco de choque elétrico.   

“Ao que parece eles estavam na Avenida Raul Lopes e perderam o controle do carro, que capotou e bateu na banca de revista”, informou a major Najra Nunes ao Cidadeverde.com.  Segundo a equipe que fez o resgate, o primo de João Vitor, identificado como Junno Pinheiro Campos, 37 anos, gritava de dor. 

O vigia de uma oficina localizada em frente ao canteiro da Avenida  Raul Lopes, disse que ouviu um forte barulho na madrugada, por volta das 2h. "Até quem estava do outro lado do rio deve ter ouvido a pancada", disse.

Segundo o HUT, Junno sofreu um corte na testa e outro atrás da cabeça. Ele foi submetido a exame de tomografia e raio X e está sendo transferido para um hospital particular. 

Foto: Encaminhada ao Cidadeverde.com

Foto: Valmir Macêdo/Cidadeverde.com

No local do acidente é possível ver as marcas que o veículo deixou. No fim da alça de descida da Ponte Estaiada, a calçada quebrada e e marcas deixadas pelos pneus marcam o local onde o carro saiu da via. O veículo subiu o canteiro da avenida Raul Lopes, arrastando as plantas, desviou do poste e subiu na lateral da cabeceira da ponte, colidindo com a banca de revistas. 

Por volta das 10h desta segunda-feira o carro  já havia sido retirado do local. Destroços do veículo ainda permanecem na região.

Família abalada

Familiares de João Vitor estiveram na manhã de hoje no Insituto Médico Legal para liberar o corpo do jovem.

De acordo com familiares, ele havia saído para vistoriar uma obra e em seguida ido para a ExpoTeresina, que acontece no Parque de Exposições, na BR 343, de onde voltava quando o acidente aconteceu. 

No IML, a mãe e os familiares próximos estão em estado de choque e não quiseram gravar entrevista. Uma funcionária do IML contou ao Cidadeverde.com que a mãe relatou ter pressentido o acidente do filho. Depois de não ter resposta, a mãe de João Vitor saiu de casa na madrugada e chegou a ir a ExpoTeresina saber do seu paradeiro.

Foto: Valmir Macêdo/Cidadeverde.com

Imagens gravadas no local mostram o veículo e a banca de revista completamente destruídos.  Ainda não há informações sobre o que teria provocado o acidente. 

Izabella Pimentel e Valmir Macêdo
[email protected] 

Imprimir