Cidadeverde.com
Economia

TJ-PI manda governo implementar Plano de Carreira dos Servidores da Saúde

Imprimir

O Tribunal de Justiça do Estado (TJ-PI) determinou, nesta segunda-feira, que o governo do Estado do Piauí cumpra o reenquadramento dos Servidores Administrativos e Técnicos de Nível Médio e Superior da Secretaria de Saúde do Estado (Sesapi). 

Por meio da 2ª Câmara de Direito Público, o TJ-PI expediu mandado de Notificação e Cumprimento de Acórdão em Ação impetrada pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde Pública do Estado (SINDESPI).

Em abril de 2019, a ação foi julgada e em maio foi publicada a Decisão. Agora, o Desembargador Brandão de Carvalho mandou que “intimasse o senhor governador do Estado a ser notificado [...] para ciência, cumprimento e manifestação, se for o caso, do acórdão [...]”, diz trecho do mandado expedido nesta segunda-feira.

A presidente do Sindespi, Edna Martins, ressalta que a decisão reflete um direito dos servidores e atesta validade e a legalidade da Lei Estadual nº 6.560/2014, que reestruturou as carreiras. 

“O governador da época fez o reenquadramento, mas não pagou a primeira parcela. E o atual governador suspendeu o cumprimento da Lei, deixando os servidores em total desamparo. Depois de várias negociações sem sucesso durante o ano de 2015, o Sindespi ingressou com Mandado de Segurança, em 2016, em defesa de todos os servidores Administrativos”, afirmou Edna Martins.

Entenda o caso
A Lei Estadual nº 6560, que é 2014, alterou a Lei Complementar nº 38/2004, aprovando novas tabelas de vencimento e determinando o reenquadramento dos servidores de acordo com o tempo de serviço, com o pagamento das diferenças decorrentes do reenquadramento em seis parcelas (dezembro/2014; maio/2015; dezembro/2015; maio/2016; dezembro/2016 e maio/2017).

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

 

Imprimir