Cidadeverde.com
Cidades

Comunidade rural de Acauã ganha serviço de água potável

Imprimir

A água salobra é comum com a abertura de poços em regiões do sertão nordestino e pode acarretar problemas de saúde relacionados à desidratação por conta do alto teor de sódio. Sabendo deste contexto, o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Piauí (Emater) trabalha por meio do Programa Água Doce para levar dessalinizadores a povoados do estado.

Um destes sistemas foi inaugurado no domingo (30) na comunidade rural Baraúnas, no município de Acauã, localizado a 482 quilômetros de Teresina. A solenidade contou com a participação do diretor-geral do Emater, Francisco Guedes. Em Acauã, outras cinco povoados serão beneficiados pelas ações do Programa Água Doce, através do Instituto, até o fim de julho de 2019. 

O morador da comunidade Baraúnas, Juraci Coelho, comemorou a chegada do sistema de dessalinização já que, segundo ele, alguns os moradores sofrem de problemas de saúde, devido a má qualidade da água da região. "A gente espera que venha melhorar a vida das pessoas, porque a gente vive em uma comunidade em que as chuvas são poucas. Com o sistema, a gente acha que a saúde vai melhorar, porque muitos aqui sofrem com problemas de rins por conta da água salobra", afirmou.

Além do Povoado Baraúnas, outras 62 comunidades de nove municípios do semiárido cristalino serão beneficiadas pelo Água Doce que leva água potável a mais de 20 mil pessoas no Piauí e contribui para a melhoria da qualidade de vida e aumento do IDH dos municípios do estado.

"Esse sistema transforma água salgada, comum na região do semiárido cristalino, em água potável, com pureza de 92%, ou seja, melhor que água mineral. Nossa finalidade com o Programa Água Doce é melhorar a qualidade de vida das pessoas. É uma alegria estar contribuindo com isso", destacou o diretor-geral do Emater, Francisco Guedes.

Segundo o prefeito de Acauã, Reginaldo Rodrigues, o "Molão", assim que a prefeitura soube da possibilidade da instalação dos sistemas dessalinizadores no município, não foram medidos esforços para a execução do programa. "Essa é uma iniciativa muito importante para a vida das pessoas e nós buscamos de todas as formas a concretização do programa em nossas comunidades, desde a sessão de terras para a instalação dos dessalinizadores, até o pagamento dos custos de energia", afirmou o gestor.

O coordenador estadual do Água Doce e funcionário do Emater, Adalberto Nascimento, falou da importância desse tipo de assistência. "Hoje, o programa traz água de qualidade para as comunidades rurais difusas do semiárido piauiense. Aqui em Acauã, temos agora seis sistemas instalados e esta inauguração dá a possibilidade de ainda mais famílias terem acesso a um recurso essencial para a vida", ressaltou.

Programa Água Doce

Lançado em 2004, o Programa Água Doce (PAD) é uma iniciativa do Governo Federal, em parceria com instituições federais, estaduais, municipais e da sociedade civil, que visa atender as populações de baixa renda residentes em localidades difusas do semiárido, com acesso à água de boa qualidade para consumo humano, a partir do aproveitamento de águas subterrâneas salobras e salinas, promovendo e disciplinando a implantação, a recuperação e a gestão de sistemas de dessalinização sustentáveis, democratizando, assim, o acesso à água de boa qualidade para consumo humano.

No Piauí, os investimentos do programa chegam a R$ 13 milhões, divididos entre os governos Federal e Estadual.

Fonte: ccom

Imprimir