Cidadeverde.com
Esporte

Gil é inscrito no Brasileiro e pode reestrear pelo Corinthians contra o CSA

Imprimir

O zagueiro Gil está regularizado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e já pode fazer a sua reestreia pelo Corinthians no Campeonato Brasileiro. O próximo jogo do time alvinegro na competição ocorre diante do CSA no dia 14 de julho, às 16h (de Brasília), em Itaquera.

Gil rescindiu com o Shandong Luneng, da China, e assinou contrato com o Corinthians até o fim de 2022. Mas o acordo inicial prevê um contrato de empréstimo de seis meses.

A diretoria do Corinthians está confiante que o jogador permanecerá no clube após o fim do empréstimo de seis meses e cumprirá mais seis meses de contrato. A reportagem apurou que o atleta terá que pagar uma multa rescisória caso queria deixar o clube em 2020.

O acerto pouco usual tem a ver principalmente com um pedido do jogador. O clube aceitou, mas exigiu multa. Outro motivo que fez o Corinthians aceitar é que colabora no orçamento, pois o clube pode adiar para o balanço de 2020 o pagamento a Gil das chamadas "luvas".

GIL QUER ESTREAR O QUANTO ANTES

Antes mesmo de assinar contrato, Gil avisou internamente no Corinthians que pretendia abrir mão de férias e até folgas para estrear o quanto antes pelo time de Parque São Jorge.

O reforço é esperado no Corinthians na segunda-feira (8), para passar por exames e começar os treinamentos no CT Joaquim Grava. Gil chega com prestígio muito alto e titularidade quase garantida, ainda que Fábio Carille se mostre satisfeito com a defesa atual.

Ele joga pelo lado esquerdo da zaga, onde Henrique é o atual titular. O elenco alvinegro ainda conta com Manoel, Marllon, Bruno Méndez e João Victor para o setor. Gil chegou ao Brasil na última terça-feira após se despedir do Shandong Luneng, da China.

O atleta tinha contrato até janeiro de 2020 com os chineses, mas foi liberado antes do término por bons serviços prestados.

O zagueiro de 32 anos receberá o teto salarial do Corinthians, hoje pago no elenco somente a Cássio e Fagner, atletas que defendem a seleção brasileira na Copa América.

SAMIR CARVALHO
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

Imprimir