Cidadeverde.com
Geral

Jovem sofre atentado em bar e minutos depois é executado em casa

Imprimir

Foto: Izabella Pimentel/ Cidadeverde.com

O jovem identificado como Wesley Gomes, 24 anos, foi executado com pelo menos 14 tiros dentro da quitinete em que morava com a companheira e uma criança no bairro Pedra Mole, na zona Leste de Teresina. 

O Cidadeverde.com apurou que o crime ocorreu por volta de 3h30, desta sexta-feira (19) e, minutos antes, a vítima havia sido alvejada com um tiro.

"Ele estava bebendo em um bar próximo à casa em que morava e foi baleado com um tiro no joelho. Foi para casa ferido e cerca de 40 minutos depois, arrombaram a residência a tiros, mandaram a mulher se afastar com a criança e o executaram", apurou o Cidadeverde.com. 

No local foram apreendidas cápsulas de pistola. A maioria dos tiros atingiram o tórax da vítima. A companheira da vítima ficou em estado de choque. 

Foto: Izabella Pimentel/ Cidadeverde.com

Foto: Izabella Pimentel/ Cidadeverde.com

O tio da vítima, Estefano da Costa, esteve no Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) durante a manhã. A família disse que já esperava que o jovem fosse assassinado a qualquer momento. A vítima teria envolvimento com o tráfico de drogas. 

Foto: Izabella Pimentel/ Cidadeverde.com

“A gente sabia que ele ia ser morto, só não sabíamos quando. Ele entrou no mundo das drogas e o caminho é esse: ser preso ou morto”, disse o tio. 

Estefano conta que há três meses atiraram na mão do sobrinho em um suposto acerto de contas. Sobre o homicídio, ele acredita que três homens tenham praticado o crime.

“A gente só soube que houve um desentendimento em uma casa de festa em que ele estava”, conta. 

Wesley tinha antecedentes criminais e não voltou ao sistema prisional por ser beneficiado com uma saída temporária.  A família diz que o sentimento é de tristeza diante da morte do jovem e pede justiça. 

O pai de Wesley também foi vítima de homicídio. Ele foi morto em 2001 após se envolver em uma confusão no bairro Anita Ferraz, na zona Leste de Teresina. 

 

Graciane Sousa e Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com

Imprimir