Cidadeverde.com
Esporte

Atlético-MG vence Botafogo novamente e avança na Sul-Americana

Imprimir

O Atlético-MG levou a melhor no duelo brasileiro contra o Botafogo e segue vivo na Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, a equipe mineira venceu por 2 a 0 no Independência, em Belo Horizonte, e assegurou sua vaga nas quartas de final.

Como já tinha vencido o jogo de ida, no Rio de Janeiro, por 1 a 0, o Atlético poderia até empatar, mas voltou a vencer e se classificou com sobras.

Nas quartas de final, o Atlético enfrenta os colombianos do La Equidad, que passaram pelo Royal Pari, do Bolívia, com vitória por 2 a 1 nas duas partidas.

Entre os brasileiros, Fluminense e Corinthians também seguem vivos na competição e podem se enfrentar. O primeiro eliminou o Peñarol, do Uruguai, já está nas quartas de final e aguarda o segundo, que decide a vaga contra o Montevideo Wanderers, também uruguaio, nesta quinta. 

Precisando reverter o placar do primeiro tempo, o Botafogo partiu para o ataque e dominou a partida com posse de bola no primeiro tempo. O Atlético apostava nos contragolpes e só criou algumas chances em tiros de longa distância ou aproveitando erros na saída de bola adversária.

Na melhor oportunidade antes do intervalo, o lateral Marcinho cobrou falta colocada e acertou o travessão, passando perto de abrir o placar para o Botafogo.

O Atlético melhorou na segunda etapa e praticamente sacramentou a classificação aos 31 minutos, quando Jair foi derrubado por Alan Santos dentro da área. Fábio Santos cobrou o pênalti com categoria e marcou o primeiro gol do time da casa.

Para sacramentar a vitória, Vinícius marcou o segundo gol aos 40 minutos. Ele deu início à jogada com belo passe para Ricardo Oliveira, que parou em defesa de Gatito, e pegou o rebote para dar números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG 2 x 0 BOTAFOGO
ATLÉTICO-MG - Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair (José Welison), Elias, Vinícius, Otero (Geuvânio) e Chará (Luan); Ricardo Oliveira. Técnico: Rodrigo Santana.
BOTAFOGO - Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Cícero e Gilson; Gustavo Bochecha (Igor Cássio), João Paulo (Alan Santos) e Alex Santana; Rodrigo Pimpão (Leonardo Valencia), Luiz Fernando e Diego Souza. Técnico: Eduardo Barroca
GOLS - Fábio Santos (pênalti), aos 31, e Vinícius, aos 40 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS - Jair e Vinícius (Atlético-MG); Luiz Fernando (Botafogo).
ÁRBITRO - Wilton Sampaio.
RENDA - R$ 465.166,00.
PÚBLICO - 22.385 pagantes.
LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir