Cidadeverde.com
Últimas

Conheça 10 gatilhos mentais para vender mais

Imprimir

Se você tem um e-commerce ou até mesmo uma loja física é importante saber usar a internet a seu favor. Nesse caso, a presença online é o que vai guiar as suas ações na web.

 

Por isso, para ter uma boa presença digital de qualidade, a hospedagem de site tem papel relevante. No caso de uma loja virtual, por exemplo, uma hospedagem VPS tem totais condições de agregar velocidade e segurança ao seu negócio. 

 

Caso ainda não tenha a sua clique aqui!

 

Esse tipo de hospedagem oferece recursos mais eficientes e pode ser escalonado de acordo com as necessidades do seu projeto web. Além disso, um servidor VPS oferece mais gerenciamento do que uma hospedagem comum. 

 

Mas você pode até ter a melhor hospedagem de site, uma plataforma nota dez e todos os recursos capazes de deixar o seu e-commerce seguro e confiável, porém vai faltar aí nessa receita de sucesso um importante ingrediente: fazer o cliente ter vontade de comprar.

 

Diante disso, para assoprar nos ouvidos do seu cliente as palavras que vai fazê-lo comprar o seu produto, existem os famosos gatilhos mentais.

 

Apertando o gatilho certo

 

Mais importante do que saber o que é esse tal de gatilho, é saber o que ele NÃO é. Por isso, se você aí já estava pensando que gatilho é uma maneira de controlar as ações do seu cliente, sinto muito, esse recurso passa longe disso. 

 

Nada de poderes dignos de um professor Xavier do Marketing Digital, pois o que está por trás mesmo do gatilho mental são apenas técnicas que envolvem conceitos da Psicologia e que conduzem o cliente a efetuar uma compra.

 

Sendo assim, é possível afirmar que gatilhos mentais consistem em práticas que despertam determinados sentimentos em um público de clientes. Além disso, os gatilhos mentais podem ser aplicados de maneiras distintas para os mais variados tipos de conteúdos.

 

Os referidos gatilhos podem ser utilizados tanto em produções textuais quanto no âmbito do audiovisual. No segmento das lojas virtuais, por exemplo, os gatilhos mentais consistem em uma boa ferramenta para criar atalhos no processo de decisão de compras.

 

Quais gatilhos você deve apertar

 

Compreender a atuação e o que os gatilhos representam, é algo que envolve bons conhecimentos da sua persona e algumas noções interessantes de Psicologia.

 

Há autores que afirmam existir sete gatilhos mentais, assim como há aqueles que defendem a existência de até mesmo mais de vinte. Porém, para facilitar, vamos trazer aqui para você dez exemplos. 

 

Autoridade

 

O gatilho da autoridade é que mostra o quanto o seu produto é diferenciado em relação ao dos concorrentes. A melhor maneira para ativar esse gatilho é com produção de conteúdo.

 

O conteúdo mostrando a qualidade do seu produto (e mostrando que você entende do assunto) trazem mais autoridade para o seu e-commerce. 

 

Quer um lugar para divulgar conteúdo? Uma das maneiras é utilizar uma boa plataforma (olha o WordPress aí) e criar um blog.

 

Prova Social

 

Esse gatilho consiste em mostrar que os consumidores aprovam o seu produto. Nesse caso, você pode informar em seu e-commerce quais são os mais procurados e vendidos.

 

Uma das maneiras para usar o gatilho da prova social é utilizar depoimentos. Sendo assim, destaque os comentários que exaltam o produto nas suas redes sociais e no seu blog.

 

Urgência

“Compre logo, está acabando o estoque” ou “Rápido, as vagas são limitadas” são frases que representam bem o gatilho da Urgência.

 

Esse gatilho age na mente do cliente alertando da necessidade de obter o produto o quanto antes. 

 

Por isso, criar Landing Pages é uma das maneiras eficientes para usar esse gatilho. Para criar uma, utilize uma ferramenta chamada Unbounce.

 

Reciprocidade

 

Esse gatilho é baseado na ideia de agradar o cliente, disponibilizando brindes, por exemplo. A reciprocidade age no inconsciente da pessoa trazendo uma sensação de amizade.

 

O envio de uma amostra grátis para os seus inscritos em seu e-mail marketing pode ser uma boa oportunidade para apertar esse gatilho.

 

Novidade

 

Talvez seja um dos mais usados, afinal, ele é eficiente para divulgar produtos. Sendo assim, ao usar esse gatilho, aposte em um texto sedutor destacando o quanto essa novidade poderá sanar os problemas do cliente.

 

Utilidade

 

Ao utilizar esse gatilho você mostra o quanto esse produto pode ser relevante no cotidiano do seu cliente. Uma das melhores formas de usar esse gatilho é por meio de um vídeo no Youtube destacando todas as qualidades e funcionalidades do produto.

 

Afeição

 

Assim como o gatilho de reciprocidade, esse apela bastante para o lado emocional da mente do consumidor. Um vídeo contando uma história emocionante baseada em seu produto é um bom recurso para despertar a afeição.

 

Além disso, o recurso de contar histórias é excelente para criar conteúdo emotivo e que humaniza a sua marca.

 

Antecipação

 

Quer trazer para o seu cliente a sensação de expectativa? Utilize o gatilho da antecipação. No cinema ele é usado por meio dos trailers, mas no Marketing ele pode ser utilizado por meio de frases como “vem aí o nosso novo produto”.

 

Esse gatilho exige um bom planejamento. Ele pode ser utilizado em e-mail marketing e vídeos.

 

Ancoragem

 

Ele é baseado em comparações. Diante dele a mente do consumidor relaciona preços e aparência, sempre com base em outro produto. Nesse caso, se você avisar que um produto está com desconto, automaticamente o cliente vai comparar esse preço com outros.

 

Motivo

 

Semelhante ao gatilho da utilidade, esse também traz os porquês que tornam o produto essencial para o consumidor. Nesse caso, cite as vantagens e as qualidades do produto. 

 

Conclusão

 

Os gatilhos mentais não são truques de mágica, não são hipnose, nada disso. Eles consistem em análises que apenas demonstram o quanto um gestor conhece os seus clientes e sabe quais são as melhores maneiras para interagir com eles.

 

Portanto, para apertar os gatilhos mentais certos e na hora certa, dê valor para aquela etapa do planejamento de marketing conhecido como “criar uma persona”.

 

A persona vai dizer muita coisa sobre quem é o seu público-alvo e quais os gatilhos mentais são os mais adequados para ele. 

 
Imprimir