Cidadeverde.com
Esporte

Cruzeiro leva gol no final, empata com o CSA e segue sem vencer fora de casa

Imprimir

O Cruzeiro esteve perto de conquistar a primeira vitória fora de casa no Brasileirão. Na noite deste domingo, o time celeste foi mais ofensivo, porém, ficou no empate por 1 a 1 contra o CSA, no Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), pela 18ª rodada. Fred abriu o placar, enquanto os alagoanos descontaram aos 49 minutos do segundo tempo, com Apodi. 

Sem a vitória, o Cruzeiro pode voltar à zona de rebaixamento. Com 15 pontos, em 16º lugar, o primeiro fora da degola, o time de Rogério Ceni pode voltar ao descenso caso a Chapecoense vença o Botafogo, nesta segunda-feira. O CSA segue dentro da zona da degola, com 12 pontos, em penúltimo lugar. 

Assim como fazia nos tempos de Fortaleza, Rogério Ceni inovou na escalação do Cruzeiro. Dodô voltou à lateral-esquerda, enquanto Henrique foi o escolhido para ser o único volante. Antes da bola rolar, contudo, o treinador teve que mexer no time, porque David sentiu uma indisposição estomacal e acabou substituído por Robinho. 

A opção ofensiva do Cruzeiro deu resultado. Marcando a saída de bola do adversário e frequentando o campo de ataque, os mineiros abriram o placar logo aos 11 minutos. Orejuela fez o levantamento na cabeça de Thiago Neves. Jordi conseguiu fazer a defesa, mas Fred apareceu para aproveitar o rebote e marcar. 

O time celeste seguiu partindo ao ataque. Aproveitando os espaços na intermediária, o Cruzeiro tentou chegar ao segundo gol em finalizações de fora da área. Primeiro Thiago Neves exigiu grande defesa de Jordi, aos 22 minutos, depois o goleiro ficou apenas torcendo para que a finalização de David fosse para fora. 

O CSA tentou se aproveitar da falha de marcação no lado esquerdo da defesa cruzeirense, mas não teve qualidade para concluir as jogadas. Sempre que chegava a linha de fundo, o time alagoano levantava a bola na área, facilitando para o Cruzeiro. 

Os donos da casa voltaram com Euller na vaga de Naldo. A troca era para tentar aproveitar melhor os espaços deixados pelo Cruzeiro no campo de defesa. O time alagoano até conseguiu chegar com o próprio Euller. Ele aproveitou cruzamento de Carlinhos e assustou Fábio em cabeçada que passou perto da meta.

O Cruzeiro tentou responder logo em seguida. Em ótima tabela, Thiago Neves deixou Marquinhos Gabriel na cara do gol. Ele deu um toque na saída do goleiro, mas Alan Costa, em cima da linha salvou o gol. A bola ainda tocou no travessão antes de ser afastada pela defesa alagoana. 

Passado o susto, o CSA foi se animando no jogo, chegando mais ao campo de ataque e passando a finalizar. A chance mais clara saiu dos pés do meia Jonatan Gomez. Ele apareceu dentro da área para finalizar jogada criada pela direita, mas Fábio fez grande defesa e evitou o empate. 

Em meio a pressão alagoana, um cachorro invadiu o campo e roubou a cena. Perseguido por gandulas, um deles até caiu no gramado e provocou risos da torcida. Depois, o cão atravessou o campo todo e saiu sozinho perto da bandeira de escanteio.

Ao contrário dos gandulas que correram atrás do cão, o CSA não desistiu do jogo e foi recompensado com o empate nos minutos finais. Aos 49, a defesa do Cruzeiro não conseguiu afastar, Apodi dominou dentro da área e finalizou cruzado. A bola ainda desviou em Fabrício Bruno e "matou" Fábio, que não conseguiu fazer a defesa. 

O CSA encara o Bahia, na próxima rodada, no sábado que vem, às 17 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA). No domingo, o Cruzeiro encara o Vasco, às 19 horas, no Mineirão, em Belo Horizonte. 

FICHA TÉCNICA:
CSA 1 x 1 CRUZEIRO 
CSA - Jordi; Dawhan, Alan Costa, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo (Euller), João Vitor, Jean Cléber (Apodi) e Jonatan Gomez; Bustamante e Alecsandro (Victor Paraíba). Técnico: Argel Fucks.
CRUZEIRO - Fábio; Orejuela (Edílson), Fabrício Bruno, Cacá e Dodô; Henrique, Robinho (Jadson) e Thiago Neves; Marquinhos Gabriel, David e Fred (Sassá). Técnico: Rogério Ceni.
GOLS - Fred, aos 11 minutos do primeiro tempo. Apodi, aos 49 minutos do segundo tempo. 
ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).
CARTÕES AMARELOS - João Vitor, Bustamante e Luciano Castán (CSA); Cacá, Fábio e Jadson (Cruzeiro).
RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.
LOCAL - Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir