Cidadeverde.com
Política

Assis obtém 86% dos votos no PT e Congresso vai oficializar reeleição

Imprimir

Fotos: Analice Borges

O resultado final das eleições no diretório estadual do PT foi oficializado na tarde desta segunda-feira (9), confirmando a reeleição do deputado federal Assis Carvalho. Ele obteve 86,45% dos votos válidos, o que corresponde a 13.189 votos. O vereador Edilberto Borges, o Dudu, obteve 13,55%, totalizando 2.067 votos. De um total de 16.300 votantes, 847 votaram branco e 197 nulo.

O coordenador do processo eleitoral, João Pereira, que é secretário estadual de organização do PT, fez o anuncio do resultado ao lado dos dois candidatos na sede do PT. Ele disse que a segunda etapa da eleição vai acontecer no congresso a ser realizado nos dias 19 e 20 de outubro, que deve reunir 300 delegados indicados proporcionalmente e que vão oficializar o nome de Assis.

João Pereira informou que aumentou a presença de filiados votantes este ano. O número saiu de 10 mil votantes para 16 mil. O coordenador destacou que não teve recursos e que tudo transcorreu normalmente.

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann teve maioria no Piauí. Ela alcançou mais de 55% dos votos, o equivalente a 9 mil votos válidos.

O presidente reeleito disse que a prioridade é trabalhar a formação dos militantes e defender candidaturas próprias nas eleições municipais e estaduais.

"Partido que é partido tem que mostrar sua cara. É preciso ter candidatura própria. Coligação é para segundo turno. Não tem sentido nenhum um partido como o PT não ter candidatura própria e vou perseguir esse objetivo em Teresina".  

Assis informou ainda que a nova gestão que reforçar apoio aos movimentos sociais.  

"A parte principal é colocar o PT em apoio aos movimentos sociais  que estão sofrendo ataques do governo federal". 

Edilberto Borges, o Dudu, avaliou como positiva a eleição do PT e saiu fortalecido.

"Ganhemos em Teresina com o deputado Cícero Magalhães e vamos ampliar a representação na executiva estadual e espero na segunda etapa da eleição, que é a discussão com os delegados, seja de forma livre". 

 

Flash Yala Sena
redacao@cidadeverde.com

Imprimir