Cidadeverde.com
Esporte

Atlético-MG leva virada do Colón na Argentina pela Copa Sul-Americana

Imprimir

Em má fase no Brasileirão, o Atlético Mineiro voltou a decepcionar a torcida nesta quinta-feira, desta vez pela Copa Sul-Americana. Jogando na Argentina, o time brasileiro saiu na frente diante do modesto Colón, mas acabou levando a virada e foi derrotado por 2 a 1, no jogo de ida da semifinal, na cidade de Santa Fé.

O revés, se deixa o Atlético em desvantagem no confronto, ao menos traz o consolo do gol fora de casa, que é critério de desempate. Assim, na quinta-feira que vem, o time mineiro avança à final se vencer por 1 a 0, no Mineirão.

O jogo desta quinta era encarado dentro do clube brasileiro como oportunidade ideal para se reabilitar neste momento da temporada, em que acumula tropeços no Brasileirão e já está fora da zona de classificação à Copa Libertadores.

Apesar do favoritismo, o Atlético Mineiro encontrou dificuldades diante do modesto rival argentino no primeiro tempo. Em noite pouco inspirada, a equipe brasileira criou pouco e praticamente não ameaçou o gol defendido pelo goleiro Leonardo Burián.

A etapa inicial, de baixo nível técnico, foi marcada pelo duelo truncado no meio-campo. Limitado, o Colón também não conseguia ameaçar a defesa atleticana. Chegava pouco e, quando chegava, era rapidamente neutralizado.

Mesmo diante de atuações tão irregulares, a redes balançaram aos 36 minutos, num lance inusitado. Ortiz, ao tentar afastar na defesa argentina, encheu o pé, mas acabou acertando Chará. E a bola acabou voltando contra as próprias redes do Cólon. O árbitro anotou o gol para o jogador do time brasileiro.

Sem mudanças para a segunda etapa, o Atlético foi surpreendido logo nos primeiros minutos. Aos 6, após cobrança de escanteio na área, Escobar escorou de cabeça na primeira trave e Morelo completou na segunda, vindo de trás.

O gol de empate acordou o Atlético no segundo tempo. A resposta veio aos 20 minutos, em forte chute de Vinícius. Burián caiu no canto para fazer defesa difícil. Após escanteio, Réver tentou de cabeça, sem sucesso.

Apagado em campo, Cazares deu lugar logo na sequência a Otero. Rodrigo Santana, logo em seguida, também trocou Di Santo por Alerrandro e Vinícius por Nathan na tentativa de dar novo fôlego ao setor ofensivo atleticano.

As mudanças, contudo, não surtiram efeito. Sem sucesso no ataque, o Atlético ainda vacilou na defesa e acabou levando a virada. Aos 40 minutos, uma boa trama do Colón resultou em finalização de Rodríguez, livre dentro da área, para as redes, sacramentando a vitória dos anfitriões.

FICHA TÉCNICA:
COLÓN 2 x 1 ATLÉTICO-MG
COLÓN - Leonardo Burián; Alex Vigo, Guillermo Ortiz, Emanuel Olivera e Gonzalo Escobar (Bernardi); Rodrigo Aliendro, Federico Lértora, Fernando Zuqui e Marcelo Estigarribia; Luis Rodríguez (Chancalay) e Wilson Morelo. Técnico: Pablo Lavallén.
ATLÉTICO-MG - Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Zé Welison e Elias; Chará, Vinícius (Nathan) e Cazares (Otero); Franco Di Santo (Alerrandro). Técnico: Rodrigo Santana
GOLS - Chará, aos 36 minutos do primeiro tempo. Morelo, aos 6, e Rodríguez, aos 40 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS - Di Santo.
ÁRBITRO - Alexis Herrera (VEN).
RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.
LOCAL - Estádio Brigadier General Estanislao López, em Santa Fé (ARG).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir