Cidadeverde.com
Destaques da TV/Rádio

Origem de óleo em praias ainda é investigada, afirma analista do Ibama

Imprimir

O analista ambiental do Ibama no Piauí, Euller Paiva, afirmou que a origem do petróleo cru que surgiu em praias brasileiras, incluindo o litoral do Piauí, ainda é investigada. As causas que teriam gerado a contaminação com o óleo não podem ser divulgadas para não atrapalhar as investigações que são feitas pela Polícia Federal em conjunto com a Capitania dos Portos e o Ibama.

Em entrevista ao Notícia da Manhã nesta quinta-feira (3), Euller informou que no Piauí apenas três praias registraram as manchas de óleo: na de Arrombado, praia de Atalaia e Praia Peito de Moça. Ele garante que no Piauí os impactos são reduzidos. 

“O material chegou às praias bastante particulado, em quantidades bem pequenas de tal forma que o impacto é bastante reduzido. O grau de depuração ambiental ecossistêmica do mar tem agido e até então felizmente não há maior gravidade nessa contaminação”, informou.

Praias dos estados de Sergipe e Rio Grande do Norte foram contaminadas em maior grau pelo óleo.

As manchas na água e na praia começaram a ser identificadas desde o dia 2 de setembro. Euller contou que inicialmente foi analisada a possibilidade de vazamento em uma refinaria de Pernambuco, que foi descartada após vistoria no local. 

Valmir Macêdo
valmirmacedo@cidadeverde.com

Imprimir