Cidadeverde.com
Esporte

Após histórico 5 a 5, Liverpool bate Arsenal nos pênaltis na Copa da Liga Inglesa

Imprimir

Com um time misto, o Liverpool eliminou o Arsenal da Copa da Liga Inglesa, nesta quarta-feira, em Anfield Road, por 5 a 4, nos pênaltis, após um raríssimo empate por 5 a 5 no tempo normal, o placar com maior número de gols marcados na história de rivalidade deste confronto, que teve início há 126 anos.

Durante os 90 minutos, o jogo foi aberto, sem preocupações defensivas. É verdade que muitos erros foram cometidos, mas vários gols bonitos foram feitos em belas jogadas realizadas por ambas as equipes.

Depois de iniciar na frente, o Liverpool levou a virada e o Arsenal esteve duas vezes na frente do placar com dois gols de vantagem: 3 a 1 e 4 a 2. A jovem equipe de Jürgen Klopp foi em busca da igualdade (4 a 4), mas viu o adversário marcar mais e abrir 5 a 4. O gol de empate dos donos da casa só veio nos acréscimos. A vitória histórica garantiu ao Liverpool uma vaga nas quartas de final da competição.

O JOGO - Logo aos seis minutos do duelo desta quarta-feira, o Liverpool abriu o placar. Williams foi até a linha de fundo pela direita e cruzou para o desvio de Shkodran Mustafi para o próprio gol do Arsenal.

O gol no início deu a falsa impressão de que o líder do Campeonato Inglês e atual campeão europeu pudesse vencer com facilidade, mas o time de Londres não se abalou e foi em busca da virada. Em jogada do brasileiro Gabriel Martinelli pela esquerda, o uruguaio Lucas Torreira surgiu para igualar o placar, aos 18 minutos.

A partir daí, o oportunismo de Martinelli ganhou espaço. Aos 26, o ex-atacante do Ituano aproveitou o rebote do goleiro Caoimhin Kelleher e fez 2 a 1. Aos 36, o brasileiro apareceu livre na área e não desperdiçou: 3 a 1.

O Liverpool ainda conseguiu diminuir a desvantagem antes do intervalo, com um pênalti bem cobrado pelo capitão James Milner, aos 43 minutos. Mas o time da Terra dos Beatles voltou desatento para a segunda etapa e voltou a ver o rival marcar. Milner recuou curto para Kelleher. Ainsley Maitland-Niles roubou a bola, que sobrou para Özil tocar com classe para o gol de Niles, aos nove minutos.

Entretanto, o Liverpool, mesmo com um time misto, não estava morto. Alex Oxlade-Chamberlain acertou uma bomba de longe, aos 13 minutos. Aos 17, foi a vez de Divock Origi surpreender Kelleher com uma bela virada da entrada área.

Quando parecia que o time da casa iria conseguir uma virada espetacular, Joseph Willock, aos 25 minutos, ficou livre na intermediária e bateu colocado para fazer o quinto do Arsenal.

Os últimos 20 minutos foram bastante disputados e os dois times, mesmo bastante cansados, tiveram chances para balançar as redes. E o décimo gol do jogo veio aos 48 minutos, com um voleio de Origi, para levar ao delírio a torcida em Anfield Road.

A decisão da vaga foi para os pênaltis, que acabou tendo um placar com menos gols do que no tempo normal. No único erro de um dos dez batedores, o goleiro irlandês Kelleher defendeu a cobrança do espanhol Dani Ceballos e garantiu o 5 a 4 que levou o Liverpool às quartas de final da Copa da Liga Inglesa.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir