Cidadeverde.com
Esporte

Perto do Z-4, Atlético-MG busca alívio contra o Fortaleza

Imprimir

O embarque do Atlético-MG rumo ao confronto com o Fortaleza neste sábado (2), a partir das 17h, no estádio do Castelão, na capital cearense, deu o tom do momento vivido pelo clube mineiro no Campeonato Brasileiro, que chega a 30ª rodada.

Na quinta (31), um dia após o time ter perdido para a Chapecoense, no Independência, torcedores alvinegros foram ao Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, cobrar a delegação atleticana -entre os jogadores, os principais alvos foram os experientes Fábio Santos, Elias, e Luan.

A pressão se deve à péssima fase do clube e à decorrente queda na tabela de classificação do Brasileiro, em que ocupa a 13ª posição. Das últimas 15 partidas disputadas, o Atlético foi derrotado em 11 -teve ainda dois empates e duas vitórias no período. Soma 35 pontos, a cinco do Fluminense, que abre o Z-4.

Também alvo dos protestos no aeroporto e xingado de "burro" na mais recente derrota, o técnico Vagner Mancini reconheceu que a proximidade à zona de rebaixamento e o aumento das cobranças têm afetado o rendimento dos jogadores, mas ponderou sobre a maturidade do grupo.

"Eles já viveram coisas parecidas em outros lugares e mesmo aqui no Atlético. É importante dizer que todos nós, embora a gente enxergue a pontuação, estamos firmes e sabendo que o time pode reagir o mais rápido possível", disse o técnico, que tem apenas uma vitória em quatro jogos no comando atleticano.

Diante do time cearense, o treinador não terá vida fácil, com dois desfalques já confirmados: Otero e Cazares, suspensos. Além deles, Mancini não contará com o zagueiro Leonardo Silva, que foi vetado, no entanto, por opção técnica e sequer viajou.

O Fortaleza, por sua vez, aparece apenas uma posição acima do Atlético, com a mesma pontuação -à frente pela diferença no saldo de gols (-5 a -7)-, mas vem de vitória por 3 a 1, fora de casa, sobre o Avaí, e convive em clima bem mais ameno com sua torcida.

Para o duelo, a equipe de Rogério Ceni ainda aguarda a liberação de Osvaldo, desfalque no recente jogo em Florianópolis devido a uma lesão na coxa. É certo que Edinho, outro atacante, não poderá atuar, por questões contratuais, e que o meia Felipe voltará ao time titular após cumprir suspensão.

Fonte: Folhapress

Imprimir