Cidadeverde.com
Geral

Centro de Comando vai instalar mil câmeras em Teresina para reduzir violência

Imprimir

O prefeito Firmino Filho assina nesta quarta-feira (13) a ordem de serviço do Centro de Comando e Controle Operacional (CCO), uma central tecnológica que vai permitir o monitoramento de toda a capital com o gerenciamento de cerca de mil câmeras. A inauguração do CCO está prevista para o primeiro bimestre de 2020. A assinatura da ordem de serviço acontece logo mais às 12 horas, em frente a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans).

No último dia 5 de novembro, o prefeito já havia sancionado a lei aprovado pela Câmara Municipal de Teresina, que autoriza a aquisição de um empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para investimento no programa Vila Bairro Segurança (VBS) e estruturação e compra das câmeras e software do CCO.

Segundo a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), o recurso deve ser direcionado a cinco frentes, sendo elas: a criação do Observatório de Violência em Teresina; o aperfeiçoamento físico e metodológico dos Centros de Arte Unificadas (CEU); o fortalecimento do material teórico utilizado nas divisões de prevenção do VBS, como o Paz na Escola e Educando para Prevenir; a implementação de uma sede para a Guarda Municipal; e a viabilização de um sistema de vídeo monitoramento, alarmes e sensores por toda capital, sediado no Centro de Comando e Controle.

O secretário da Semcaspi, Samuel Silveira, ressalta o encaminhamento de mais uma etapa de grande relevância para o processo. “Assinaremos na sede do que será o Centro de Comando e Controle, a Ordem de Serviço que permitirá, inicialmente, algo em torno de 450 câmeras instaladas na nossa cidade. Ao final do processo, junto ao BNDES, teremos mais de mil câmeras instaladas em Teresina”, detalhou.

Ainda sobre o encontro, o secretário declarou: “É um dos pontapés mais importantes para transformar Teresina em uma cidade cada vez menos violenta”.  As grandes expectativas em relação à articulação foram compartilhadas pelo diretor de Trânsito e Sistema Viário da instituição, José Falcão.

“O Centro é uma inovação na operação e monitoramento do trânsito, atuante tanto no âmbito do transporte público quanto no da segurança. Vamos ter o controle dos semáforos pela própria sala, desde o aumento e diminuição de tempo ao checar se uma lâmpada está queimada ou algum outro tipo de anomalia. Serão mais de 400 câmeras instaladas principalmente nos corredores e, inclusive, dentro das estações, de modo que possamos monitorar os usuários de transporte público e qualquer tipo de situação que possa gerar perigo. Tudo isso equipado com o que há de mais moderno, de modo que se possa servir melhor a população da cidade”, frisou Falcão.


Da Redação
[email protected] 

Imprimir