Cidadeverde.com
Política

Firmino Filho e Franzé Silva trocam farpas em discussão sobre educação de Teresina

Imprimir

Fotos: Roberta Aline

O deputado estadual Franzé Silva (PT) e o prefeito Firmino Filho (PSDB) trocaram farpas na manhã desta quarta-feira (13). O embate teve início após o deputado petista fazer críticas à gestão do prefeito tucano. Para Franzé, nos últimos 30 anos, Teresina só avançou na educação e fracassou em áreas como mobilidade urbana. 

“O PSDB está no poder há 30 anos e tem um leque de partidos. É muita gente pedindo voto. Se o PT quiser se contrapor a estrutura de poder que se mantém na prefeitura tem que montar uma estrutura semelhante. Tem de dialogar com os partidos para que possamos ter um projeto comum que fortaleça as forças políticas e uma forma de chegar ao eleitorado de Teresina com um bom projeto de poder, desenvolvimento em vários aspectos. Tenho dito que a prefeitura tem um ponto fora da curva que é a educação.  Se tirar a educação nos 30 anos de gestão tucana não sobra nada. Vamos falar de viadutos: quais foram os viadutos que a prefeitura construiu nos últimos anos? E a drenagem? qualquer chuva a cidade alaga. O transporte coletivo é outro caos. Fizemos o Inthegra e agora tem um caos. Precisamos apresentar um projeto de desenvolvimento em todas as áreas. Se tirar a educação, a gestão do prefeito Firmino Filho não tem nenhuma outra grande área. Isso em 30 anos”, destacou. 

O parlamentar petista afirma que se o PT formar uma coalizão de partidos vai conseguir vencer o candidato da prefeitura no pleito de 2020. O candidato do prefeito Firmino ainda não foi escolhido, mas contará com uma base ampla. 

" Quem quiser ganhar eleição  vai ter que fazer um bom programa de governo e um respaldo de um grupo de partidos que possam fortalecer a candidatura. Acreditamos que o objetivo de Fabio Novo é dialogar com os partidos que não lançaram pré-candidatos e formar uma coalizão de forças políticas. O PCdoB é parceiro histórico do PT. Soma muito com a chapa. Tem o PTB que não lançou até agora. O Solidariedade mesmo na base do prefeito também é do estado. Se houver habilidade é possível um diálogo. O foco é União de forças", afirmou. 

As declarações repercutiram na prefeitura e tiveram a resposta do prefeito Firmino Filho. O tucano desafio o deputado a comparar a gestão tucana com a administração do governador Wellington Dias. Para Firmino, a gestão petista tem fracassado em áreas como a educação e saúde. 

“A fala do deputado mostra mais uma vez a ignorância que ele tem da realidade de Teresina. Infelizmente o deputado cria a ignorância por meio da paixão políticas que não permite que ele veja a realidade e não veja a evolução de Teresina. É uma pena que um rapaz que tem uma boa formação, se deixar dominar pela paixão que não permite que ele veja a realidade. Estamos abertos a qualquer coisa. Ano que vem é eleitoral e queremos o debate com os críticos para mostrar nosso modelo de gestão e comparar com o modelo de gestão dele. O deputado devia pegar a força de vontade para fazer uma força tarefa nos hospitais regionais do interior do estado. Por que ele não acompanha a deputada Lucy e Teresa Britto na comissão de Saúde que mostra a realidade da saúde do Piauí? Por que? Por que ele não faz como a Lucy que mostra o fracasso da educação municipal no interior. Temos milhares de jovens que perdem o ano por falta de transporte escolar. Porque ele fica calado? Por que deputado? Se ele quiser comparar o modelo da prefeitura com o modelo do governo do estado estamos abertos. Eu adoro essa comparação. A população sabe comparar. Que o deputado crie a força tarefa dele. A nossa já está preparada”, disse. 

 

Lídia Brito
[email protected] 

Imprimir