Cidadeverde.com
Geral

Segregação de resíduos sólidos reduz em 44% a coleta de resíduos infectantes no HUT

Imprimir

Foto: HUT

Com o intuito de contribuir com a preservação do meio ambiente, o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) vem desenvolvendo, desde 2015, o Programa de Segregação de Resíduo Sólido. Com ele, a quantidade de resíduo infectante coletado passou de 520.808 kg em 2015 para 292.228 kg em 2018, ou seja, houve uma queda de 44%.

Resíduo infectante é todo material capaz de causar doenças e comprometer o meio ambiente. Dentre os tipos produzidos pelo HUT, estão os químicos (tipo B), as peças anatômicas (tipo A3) e os materiais de uso hospitalar, como gases, luvas, compressas, e outros (tipo A/E).  Com relação ao lixo comum, o hospital gera uma média de 230 kg por dia. Atualmente, a Central de Resíduos Sólidos encaminha para reciclagem cerca de 40% desse material produzido no local.

Para reforçar a necessidade de se manter o trabalho de segregação, esse setor do HUT já realizou vários cursos de atualização para os servidores. De acordo com Patrícia Brito, gerente da Central, a parte infectante é encaminhada para incineração pela empresa responsável pela coleta.

"Nosso pessoal é treinado para coletar o resíduo infectante de maneira correta, eliminando os riscos de acidentes. Após a separação, ele é acondicionado para transporte e encaminhado para o armazenamento temporário, ficando isolado até ser coletado pela empresa responsável, onde será levado para incineração”, explicou.

Para que todos os servidores fossem contemplados com o treinamento, a equipe do Núcleo de Educação Continuada do HUT visitou todos os setores do hospital. “Fizemos uma visita a todos os setores nos três turnos. Para facilitar o entendimento, confeccionamos um material educativo, que mostra as cores e o tipo de resíduo que pode ser descartado. O trabalho continua e nossa meta é alcançar pelo menos 90% do total de profissionais de saúde. Atualmente, estamos com 1.700 servidores que trabalham na assistência direta ao paciente”, destacou Marilene Siqueira, gerente do Núcleo.

A Central de Resíduos do HUT é responsável pela gestão e segregação do resíduo hospitalar. A classificação é feita de acordo com a NBR 12.808, que foi publicada pela ABNT em 2016, que destaca os tipos e as formas de descarte de cada um deles.


Da Redação
[email protected] 

Imprimir