Cidadeverde.com
Últimas

Saiba o que fazer para enfrentar problemas e riscos causados por enchentes e temporais

Imprimir

Foto: Reprodução WhatsApp

Asfalto cede em enxurrada em Picos (Janeiro de 2020).

Com as constantes e intensas pancadas de chuva que culminam em enchentes e acidentes em São Paulo e outras cidades do Sudeste, a reportagem procurou o Corpo de Bombeiros para listar as orientações de como se proteger e recorrer em caso de situações de perigo. 

Estou vendo fios de eletricidade soltos, o que pode causar choque em contato com a água. Quem devo procurar?
Afaste-se imediatamente e então acione o Corpo de Bombeiros (193). O Tenente André Elías, do Corpo de Bombeiros, ressalta que os bombeiros são a melhor opção. Isso porque eles poderão entrar em contato com a empresa que administra a fiação naquela região. 

O semáforo não está funcionando. Como proceder?
De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), ao se deparar com um semáforo que não está funcionando ou funcionando de forma irregular, deve-se entrar em contato com a própria CET por meio do telefone 156. A ligação é gratuita e o atendimento é 24h e diário. 
É possível acompanhar em tempo real a situação dos semáforos da cidade pela plataforma Sinal Verde. 

Caiu uma árvore no local onde estou. Quem aciono para removê-la?
Nestes casos, deve-se acionar a Defesa Civil (199), os Bombeiros (193) ou a subprefeitura da região em que a árvore caiu. Você encontrará o telefone de todas as subprefeituras no site da Secretaria Municipal de Subprefeituras.

Se eu andar pela água da enxurrada, posso contrair doenças? 
Sim. A doença mais comum nestes casos é a leptospirose, cujo sintomas são febre, dor de cabeça, dores no corpo (principalmente nas panturrilhas), podendo haver vômito, diarreia e tosse. Os sinais podem aparecer até 30 dias após o contato com a bactéria. Também é possível contrair Hepatite A ou outras doenças infecciosas. 

Estou no carro, e no meu trajeto sei que há região em que costuma haver alagamento. O que eu faço?
O ideal é esperar a chuva passar, mas se não puder esperar, mude o trajeto. Se você conhece bem a região, procure transitar por vias que sabe não haver risco de alagamento e enchentes. O tenente André Elias, do Corpo de Bombeiros de São Paulo, diz que a primeira medida é sempre evitar situações de risco. 

Fiquei preso dentro do carro em um local alagado. O que eu faço?
Antes de mais nada, mantenha a calma. Você só deve deixar o veículo se for seguro caminhar até um abrigo construído de alvenaria, como supermercados e shoppings, por exemplo. A recomendação dos bombeiros, nesses casos, é abandonar o veículo. 

Fique atento à altura da água. Se estiver muito alta, não deixe o veículo. A força e intensidade da chuva podem ter criado armadilhas no chão. "Não entre na água. Ali pode ter armadilhas invisíveis, como tampas de bueiros que se abriram. Mesmo de carro não é recomendado tentar atravessar o alagamento, porque o asfalto pode ter cedido", diz Elias.
Nestes casos, é comum que as pessoas subam no teto do carro. Quando ilhado, se permanecer dentro do carro ou optar por subir nele, a orientação é a mesma: acione os bombeiros por meio do telefone 193.

Moro em um local com risco de enchentes e alagamentos. Devo voltar para casa? 
Não. Procure a casa de um parente, amigo ou conhecido para se abrigar até o fim do temporal. Caso não tenha outro lugar para ir, acione os bombeiros (193) para maiores orientações. 

A água começou a entrar na minha casa. O que fazer?
Deixe o local imediatamente e procure se abrigar na casa de conhecidos, amigos ou parentes até que seja seguro retornar. Não tente reunir pertences antes de deixar o local, o volume de água pode aumentar rapidamente em poucos minutos. 

As pessoas que moram em áreas de risco já conhecem a situação e, no geral, a Defesa Civil já cadastrou essa família nos alertas. Caso não tenha para onde ir, essa pessoa e sua família podem ir a um abrigo cadastrado previamente pela prefeitura. 

Caso esteja preso na casa ou imóvel, tente desligar a energia elétrica para evitar choques e acione os bombeiros. 

Como evitar cair em armadilhas escondidas sob a água?
A primeira maneira é não enfrentar a água. Procure abrigo. Caso seja pego de surpresa pela enchente, procure andar próximo aos muros na calçada, pois os bueiros e outros buracos que servem à infraestrutura pública costumam estar mais próximos do meio fio e da rua, segundo o tenente Elias. 

Devo tentar socorrer uma pessoa ilhada pela enchente?
Não. O resgate só pode ser realizado quando o socorrista tem plena segurança para realizar a ação. Caso encontre uma pessoa ilhada ou ferida, acione imediatamente os bombeiros e não perca a vítima de vista -na medida do possível.

Fonte: Folhapress

Imprimir