Cidadeverde.com
Esporte

Neymar homenageia astro norte-americano morto em acidente aéreo

Imprimir

Para quem estava assistindo o jogo ao vivo entre Paris Saint Germain e Lille, neste domingo (26), pelo Campeonato Francês, uma cena chamou a atenção não só dos espectadores, mas também da audiência no mundo todo.

Acostumado a jogar com alegria, desenvoltura e distribuir dribles contra os adversários, o brasileiro passou grande parte do 2º tempo jogando de maneira mais tímida, retraída e, porque não, triste. O futebol ao vivo do brasileiro mudou e todos perceberam.

Neymar foi informado no intervalo do duelo contra o Lille que seu amigo,o astro norte-americano Kobe Bryant, havia falecido em um desastre aéreo na região de Calabasas, em los Angeles, nos Estados Unidos.

Aos 41 anos, o ex-jogador de basquete era um dos atletas mais vitoriosos na história do esporte, com cinco títulos da NBA, duas medalhas olímpicas com a seleção nacional e diversas honrarias mundo afora.

Com uma carreira dedicada ao esporte, Kobe era um dos maiores atletas na história do Los Angeles Lakers e do basquete norte-americano. Ele e a filha Gianna, de 13 anos, não resistiram aos ferimentos e faleceram no local.

Ao saber da notícia, Neymar fez questão de homenagear o amigo. Ao marcar o segundo gol da vitória contra o Lillie, de pênalti, o craque foi até as câmeras e fez o número 24 com as mãos. Essa era a numeração utilizada pelo jogador com a camisa do Lakers.

Após a partida, Neymar foi ao instagram e deixou uma mensagem de apoio. “Dia triste pra nós do esporte, pra nós fãs e principalmente pra família e amigos de kobe. Com suas mãos se fez lenda, obrigado por exaltar o esporte Kobe... que Deus conforte o coração de sua família e amigos #ripkobebryant #24”. 

Para além da homenagem, a atitude de Neymar foi vista como parte de um processo de amadurecimento do craque. Focado em jogador futebol e disposto a recuperar o prestígio, o atleta tem sido fundamental no PSG com gols e assistências. Ele, inclusive, já afirmou que tem o desejo de ganhar a Liga dos Campeões da Europa nesta temporada e, de quebra, disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio, com a seleção brasileira sub-23.

Vale lembrar que Neymar liderou a seleção nacional que conquistou a medalha de ouro há quatro anos, no Rio de Janeiro.

Da Redação
[email protected]

Tags: Neymar
Imprimir