Cidadeverde.com
Esporte

Com brilho de Messi e gol de Arthur, Barcelona goleia o Leganés na Copa do Rei

Imprimir

O Barcelona não precisou fazer muita força para garantir a sua vaga nas quartas de final da Copa do Rei. Nesta quinta-feira, o maior campeão da competição goleou por 5 a 0 o Leganés, no Camp Nou, com mais uma atuação brilhante de Lionel Messi. 

E o meia Arthur, que começou a partida no banco de reservas, marcou um gol diante do penúltimo colocado do Campeonato Espanhol.

Nesta sexta-feira, será realizado o sorteio dos confrontos das quartas, além dos mandos de campo. A competição é disputada no formato de mata-mata em partida única.

Messi participou da construção do primeiro gol do Barcelona, que desestabilizou o Leganés porque saiu aos três minutos de jogo. Ou seja, o duelo mal havia começado e os modestos visitantes já se viam com a obrigação de buscar o empate. O argentino lançou Semedo e o lateral passou para Griezmann marcar sem muitas dificuldades.

Aos 27, uma jogada de bola parada praticamente acabou com as esperanças do Leganés. Messi, claro, esteve envolvido. Ele cobrou um escanteio na cabeça do zagueiro Lenglet, que com um sutil desvio superou o goleiro Cuellar e aumentou a vantagem dos donos da casa.

Nem o mais enlouquecido torcedor do Leganés esperava por uma virada no segundo tempo, e ela realmente não esteve sequer perto de ocorrer. Pelo contrário, o Barcelona foi acumulando gols depois do intervalo, mesmo sem forçar muito o ritmo. 

Messi marcou pela primeira vez na jornada aos 13 - ele recebeu a bola na esquerda, entrou na área, tirou um zagueiro da jogada e mandou um chute que desviou em um adversário antes de entrar.

Arthur, que havia entrado no jogo no lugar de Griezmann, viu a sorte sorrir para ele no momento em que um zagueiro do Leganés evitou mais um gol de Messi, aos 31. A bola sobrou para o meia e tudo o que ele precisou fazer foi rolá-la para a rede.

Para fechar a goleada com classe, Messi, que participou de todos os gols, recebeu um passe de Rakitic, driblou Cuellar e mandou a bola para a rede, a poucos minutos do fim da partida. 

Diferentemente do que havia ocorrido na etapa anterior da Copa, em que o time sofreu para eliminar o diminuto Ibiza, desta vez o Barcelona não deu qualquer chance à zebra e avançou na competição sem sustos.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir