Cidadeverde.com
Esporte

Larissa Pimenta conquista o bronze para o judô brasileiro no Grand Slam de Paris

Imprimir

O judô do Brasil abriu a disputa do Grand Slam de Paris neste sábado com uma medalha de bronze conquistada por Larissa Pimenta na categoria meio leve (até 52kg). Sarah Menezes faturou um quinto lugar.

As duas compatriotas se enfrentaram na disputa pela primeira medalha do Brasil na competição e Pimenta levou a melhor com um waza-ari aplicado no tempo extra.

Com esses resultados, Larissa soma 500 pontos no ranking mundial e Sarah fatura 360. Elas chegaram a Paris na 15ª e 39ª posições, respectivamente, do ranking mundial Federação Internacional de Judô (IJF, na sigla em inglês) e ganharão algumas colocações com esses pontos.

Sarah chegou à semifinal após vencer Gultaj Mammadaliyeva, do Azerbaijão, Bokyeong Jeong, da Coreia do Sul, e Anais Mosdier, da França, todas por ippon. Na semifinal, a brasileira investiu em ataques, impôs volume, mas não conseguiu projetar Distria Krasniqi, do Kosovo, que venceu a luta forçando três punições em Sarah e, no final, levou o ouro ao passar pela vice-campeã olímpica Odette Giuffrida.

Larissa precisou passar pela repescagem para chegar à luta pelo bronze. Nas quartas, ela foi superada pela italiana Giuffrida, mas venceu a ucraniana Anna Surova e, em seguida, bateu sua compatriota para ficar com o bronze. Em 2019, a brasileira perdeu a medalha por pouco.

OUTROS RESULTADOS - O Brasil ainda teve outros oito judocas lutando neste sábado. No ligeiro masculino (até 60kg), Phelipe Pelim venceu o português Francisco Mendes por ippon e parou no sul-coreano Won Jim Kim na segunda rodada.

Allan Kuwabara (até 60kg) chegou muito perto da vitória ao imobilizar o russo Yago Abuladze, mas viu o oponente sair da imobilização e perdeu por ippon. Abuladze ficou com a prata da categoria.

No meio-leve masculino (até 66 kg), Willian Lima começou bem com duas vitórias. Primeiro, sobre o jamaicano Devin Waldenburg e diante de Tornike Nigliashvili, da Geórgia. O revés aconteceu nas oitavas diante do sul-coreano Limhwan Kim, que chegou à final do torneio.

Os pesos Leve (até 73kg) Marcelo Contini e Michael Marcelino também venceram suas lutas iniciais. Contini superou Oscar Pertelson, da Estônia e o peruano Alonso Wong antes de cair para o japonês tricampeão mundial Masashi Ebinuma. Já Marcelino bateu o costarriquenho Julian Sancho e parou em Tsend-Ochir, da Mongólia, que disputou o bronze na sequência.

No leve feminino (até 57kg), o Brasil foi representado por Jéssica Pereira, que estreou com vitória sobre Munkhtsedev, do Azerbaijão, mas foi poupada do restante da competição após sentir uma lesão na perna esquerda. No meio-médio feminino, Mariana Silva e Samara Oliveira também venceram suas primeiras adversárias, mas perderam na sequência.

No domingo, último dia de competição, o Brasil será representado por três duplas. 81kg, 100kg e 78kg: Guilherme Schimidt e Leandro Guilheiro (ambos até 81kg); Maria Suelen Altheman e Beatriz Souza (até 78kg); David Moura e Rafael Silva (até 100kg).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir