Cidadeverde.com
Últimas

Suspeito de matar jovem é preso dentro de fórum no Piauí

Imprimir

Horta em Agricolândia (Foto: PM)


O suspeito de matar um jovem foi preso ao assinar o "livro de assinaturas" - também conhecido como "livro de comparecimento ou presença" - dentro no Fórum de São Pedro do Piauí. Ele já respondia em liberdade por outros crimes e mensalmente precisava assinar o livro para comprovar que não estava foragido da comarca.  

Jefferson Gonçalves dos Santos é suspeito de matar o jovem Valdinar Lopes Leal. O corpo da vítima foi encontrado com golpes de faca e pauladas dentro de uma horta comunitária, no município de Agricolândia, no dia 08 de fevereiro de 2020. Valdinar estava vestido apenas com uma blusa. 

A equipe da Polícia Militar de São Pedro do Piauí deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva.  O comandante do GPM de Agricolândia, que também responde por São Pedro do Piauí, subtenente subtenente Geailson  Lima, disse que a guarnição foi informada da presença do suspeito assim que o mesmo entrou no fórum. Também participaram da prisão o cabo Ferreira, soldado Rafael Dias e o cabo P.

"Esse rapaz já responde por outros processos. Nós já estávamos com essa prisão preventiva decretada, fazendo o monitoramento, e quando ele entrou nos fórum fomos avisados. Todo preso uma vez por mês quando responde em liberdade precisa assinar esse livro para comprovar que não fugiu e a justiça ter esse controle até o dia do julgamento", disse o comandante.

O comandante ressaltou que o suspeito e a vítima já eram conhecidos. No momento da prisão, Jefferson "ficou calado" sobre sua possível relação com o crime, acrescentou. "Eles eram praticamente eram vizinhos, moravam distante uns 50 metros no bairro Vila Nova", ressaltou o subtenente. O bairro em que eles moram é o mesmo em que a horta está localizada. 

O suspeito já responde por lesão corporal, tentativa de homicídio,  furto qualificado, dDano ao patrimônio público e TCO por descumprimento de medidas judiciais no ano de 2019. Ele é popularmente conhecido como "Percebe". 

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir