Cidadeverde.com
Política

Novo sistema da folha de pagamento encontra "inconsistências" em contracheques

Imprimir

Foto: Roberta Aline

O governo do Estado iniciou um teste piloto em três mil contracheques de cinco órgãos estaduais para implantar um novo sistema na folha de pagamento. 

A implantação causou transtornos para alguns servidores que tiveram dificuldades de receber seus salários. Outros funcionários, segundo relatos ao portal Cidadeverde.com, não receberam os vencimentos. A Secretaria Estadual de Administração e Previdência (SeadPrev) informou que a migração causou "inconsistências"  nas contas bancárias de 35 servidores. O estado tem mais de 90 mil servidores ativos e inativos. 

A Secretaria de Administração informa que iniciou o processo de implantação do Sistema Integrado de Administração de Pessoal (Siape) nos seguintes órgãos: Agência de Tecnologia da Informação (ATI), Corpo de Bombeiros, Secretaria de Estado da Segurança Pública, Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Controladoria Geral do Estado (CGE). 

"A migração dos diferentes bancos de dados de quase 3 mil servidores que compõem esses órgãos para o Siape resultou na identificação de inconsistências em relação às contas bancárias de 35 servidores. Destes, 22 já tiveram seus pagamentos efetuados. Os demais devem procurar a Diretoria da Folha de Pagamento da SeadPrev para avaliar caso a caso", disse a nota da Secretaria.

De acordo com o governo, o Siape reunirá na mesma plataforma a folha de pagamento de ativos e inativos e a gestão de pessoas. 

"O software permitirá produzir relatórios gerenciais e controlar a evolução dos gastos com pessoal. Além disso, permitirá a atualização cadastral de forma continuada pelos próprios servidores, o que acabará com a necessidade de fazer recadastramentos periódicos, além de reduzir possíveis transtornos na junção de documentos para aposentadoria", garante o governo.

"A SeadPrev reitera o sucesso do processo de implantação, tendo em vista os benefícios advindos da nova plataforma e o pequeno número de ocorrências, diante do universo de servidores contemplados nessa primeira fase", diz a nota. 


Flash Yala Sena
yalasen[email protected]

Imprimir