Cidadeverde.com
Geral

Coronavírus: FMS adota protocolo e orienta reduzir visitas em hospitais

Imprimir
Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com
 
A Fundação Municipal de Saúde (FMS) orienta a redução no número de acompanhantes e de visitas nos hospitais para reduzir a possibilidade de transmissão do coronavírus nesse ambientes. A ideia é evitar a aglomeração de pessoas nesses locais. 
 
Atualmente, a FMS monitora a suspeita de oito casos da doença Covid-19 em Teresina. Nenhum dos casos foi confirmado. 
 
A FMS afirma que as pessoas suspeitas de estarem com o coronavírus "apresentaram sintomas similares ao de gripe, como febre, tosse e dificuldade para respirar e também viajaram para áreas de risco ou tiveram contato com pessoas suspeitas". A fundação ressalta que não divulgará locais, nomes dos pacientes e estabelecimentos por quais passaram para evitar gerar pânico entre as pessoas. 
 
Na sexta (13),  o prefeito Firmino Filho e a Diretoria de Vigilância em Saúde estiveram reunidos para tratar de medidas preventivas na cidade. 
 
Na reunião também ficou afirmado ampliar os locais de coleta de exames, direcionados a casos suspeitos. “Atualmente, todos os hospitais da Prefeitura de Teresina fazem essa coleta de secreção respiratória. Estamos discutindo esta ampliação com as equipes de saúde e, em breve, divulgaremos os novos locais”, disse o diretor de Atenção Básica da FMS, Kledson Batista.
 
Dicas para prevenir o Novo Coronavírus:

 

Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel;
Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir;
Evite aglomerações se estiver doente;
Mantenha os ambientes bem ventilados;
Não compartilhe objetos pessoais.

 

 
O Coronavírus é o nome de uma família de vírus que causa infecções respiratórias e que tem se espalhado por vários países. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a doença tem baixa letalidade e 80% dos casos são leves. Diante de caso suspeito, a equipe de saúde notifica a equipe da Diretoria de Vigilância em Saúde da FMS, observando o quadro clínico do paciente e o roteiro de viagem do paciente nos últimos 14 dias. É feita coleta de exames e isolamento da pessoa com suspeita de infecção.

Fonte: FMS
 
 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir