Cidadeverde.com
Cidades

Governo envia kits de ajuda humanitária para três cidades no Piauí por causa das chuvas

Imprimir

Embarcações auxiliam a remoção de famílias na cidade de Barras (Foto: prefeitura de Barras)

Kits de ajuda humanitária serão enviados para vítimas das fortes chuvas em três municípios piauienses ao Norte do estado. Segundo o secretário de Estado da Defesa Civil, Geraldo Magela, no nomento, os temporais atingem diretamente 1.800 pessoas nas cidades de Barras, Batalha e Esperantina. 

“Estive agora nestas três cidades e nos reunimos com representantes das prefeituras e dos órgãos estaduais. Acompanhamos a situação e alojamentos dos desabrigados. O governador Wellington Dias já nos autorizou a enviar kits de ajuda humanitária, com cestas básicas, produtos de higiene pessoal e de limpeza doméstica para os três municípios", disse Magela.

Secretário Geraldo Magela visitoudurante o fim de semana as três cidades no Piauí que vão receber kits de ajuda humanitária (Foto: Geirlys Silva)
 

Os kits de ajuda humanitária serão enviados ao longo da semana. O secretário ressalta que o Governo do Estado segue monitorando os efeitos das chuvas no Piauí. 

“Recebemos boletins diários e fazemos o monitoramento. De ontem para hoje (15),  as águas do rio Marataoan baixaram e não tivemos novos desabrigados, mas eles ainda não tiveram como voltar para casa. Nas reuniões em Barras, Batalha e Esperantina, pedimos pra manter as equipes de Defesa Civil e Assistência Social dos municípios em alerta, pois nessa região o período chuvoso se estende até o mês de maio e ainda pode ter enchentes este ano”, explicou o secretário, afirmando que em cada cidade há aproximadamente 600 pessoas atingidas.

A supervisora geral do Gabinete de Crise de Barras, Leonilda Teixeira, explica que a parceria entre estado e município é fundamental para o trabalho de ajuda aos desabrigados. 

“Estou em contato direto e diário com o secretário Magela repassando dados. O Governo do Estado enviou seis bombeiros, um veículo e uma embarcação para auxiliar na remoção das famílias. Solicitamos kits de higiene pessoal, doméstica e cestas básicas e foi autorizado pelo governador. Estamos aguardando a chegada deste material”, disse Leonilda Teixeira. 

Ela acrescenta que, aproximadamente, 600 pessoas saíram de suas casas na zona urbana e se abrigaram na casa de parentes e amigos. Na zona rural, há comunidades isoladas por interrupção nas estradas. 

"As famílias destes locais estão sendo catalogadas e recebendo ajudas por meio de embarcações, como cestas básicas adquiridas emergencialmente pelo município. Nossa meta é alojar o menor número possível de famílias em abrigos comunitários, para não precisar fechar colégios e não interrmper o período letivo. Temos uma casa de apoio onde foi instaurado o gabinete de crise. Lá, temos um número institucional (86 9 9498-3781) que as famílias ligam e dão seus dados para serem removidas”, diz a supervisora, destacando que cerca de 70 pessoas estão atuando em Barras, em regime de plantão 24h.

Piripiri

O secretário Geraldo Magela diz que a situação em Piripiri, uma das cidades mais castigadas pela enxurrada que, inclusive deixou um morto, está sob controle. 

“Agora, vamos recuperar o que foi danificado. O governador autorizou que mandássemos máquinas para trabalhar com o município a fim de desobstruir e dar condição de fluxo de veículos nas ruas e estradas danificadas. Nos últimos dias, as chuvas estiveram dentro do esperado, mas continuamos o monitoramento, não só em Piripiri, como em todas as cidades ribeirinhas do Norte do estado, desde a capital até o litoral, para caso ocorra algo de extraordinário”, finalizou Geraldo Magela. 


Graciane Sousa
[email protected]
Com informações Governo do Piauí 

Imprimir