Cidadeverde.com
Geral

Rio Poti volta a atingir a cota de inundação em Teresina, diz CPRM

Imprimir

Foto: Valmir Macêdo

O Rio Poti voltou a atingir a cota de inundação em Teresina nesta sexta-feira (20). O nível da água no começo da manhã chegou a 10,22 metros. A cota de inundação é de 10 metros. Segundo o Serviço Geológico do Brasil, secção Piauí, (CPRM), que faz o monitoramento da bacia do Rio Parnaíba, o Poti deve baixar nas próximas horas para 10,07 metros.

Na zona Norte de Teresina, a água invadiu um restaurante. Na zona Sul, comerciantes do Balneário Curva São Paulo já começaram a retirar as mercadorias dos bares prevendo que a água avance ainda mais.

Equipes do Serviço Social da prefeitura estão monitorando e orientando os permissionários a deixarem o local. Um caminhão fica à disposição para a realização do transporte de mercadorias e outros objetos.

A Prefeitura de Teresina informou que, manhã desta sexta-feira, foram retiradas 14 famílias de áreas de risco, sendo oito do bairro Água Mineral e seis que moram na Rua Cedro, no bairro Poti Velho, zona norte de Teresina. A ação foi executada após vistorias serem feitas pela Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte. Além disso, estão sendo monitoradas outras casas na Vila Ferroviária e no bairro Água Mineral.

As famílias, que residiam em pontos de alagamentos, serão transferidas para casas de parentes. Cinco caminhões da Prefeitura estão fazendo serviço de transferência das famílias que moram nas áreas de risco.

O superintendente executivo da SDU Centro Norte, Márcio Sampaio, reforça que a maior dificuldade no trabalho de transferência das famílias é a resistência por parte delas. “Já conversamos com as pessoas, mas algumas ainda têm muita dificuldade em aceitar a transferência para casas de parentes”, disse.

A gerente de Habitação da SDU Centro Norte, Valmira Rodrigues, informa que a Superintendência está dando todo o apoio para as famílias. “Estamos com as nossas equipes de assistentes sociais e de fiscalização em plantão 24 horas para atender a todas as necessidades, mas precisamos contar com a colaboração das pessoas para que a gente possa realizar nosso trabalho e garantir a segurança de todos”, disse.

Valmira enfatiza que a SDU está com os caminhões à disposição para fazer a mudança das famílias na hora que for necessário. “Nossas equipes estão todos os dias em campo, fazendo vistorias e prestando toda a assistência necessária a essas famílias que estão em pontos de risco”, acrescenta.

Hérlon Moraes
Com informações da PMT

Tags: Rio Poti
Imprimir